WRN 150 da Intelbras: um roteador wireless pequeno, simples e barato

Por Pedro Cipoli
photo_camera Pedro Cipoli/Canaltech

Escolher um roteador é uma tarefa complicada para muitos usuários. Existem fórums especializados em discussões sobre qual é o melhor, qual vem com mais benefícios pelo valor investido, já que, muitas vezes, ocorre uma verdadeira corrida armamentista na hora de comprar um modelo. Por mais R$ 10, o modelo X vem com um alcance maior. Por mais R$ 25, o modelo Y oferece duas antenas e um alcance maior, e assim por diante até chegarmos facilmente em modelos que custam várias centenas de reais.

Intelbras WRN 150

Alguns usuários querem somente os recuros básicos. Querem apenas um modelo simples, barato, fácil de configurar e que tenha uma rede wireless, nada mais. Para esses usuários, um simples "sim" como resposta ao "Esse modelo é bom?" já basta, e o WRN 150 da Intelbras cumpre exatamente esse propósito, sendo um modelo ideal para pequenos ambientes por ser extremamente compacto e, de quebra, fácil de configurar.

Intelbras WRN 150 - Screenshot

Praticamente qualquer roteador wireless doméstico vem com 4 portas ethernet, mas grande parte dos usuários utiliza somente uma ou duas. O WRN 150 vem com apenas uma, além da WAN, claro, devido a limitações físicas, já que estamos falando de um modelo com 26 milímetros de altura, 88 mm de profundidade e 107 mm de largura. Em nossos testes tivemos que utilizar um hub, já que precisávamos de pelo menos duas conexões: uma com um NAS e outra com o media center, mas mesmo assim apenas uma é suficiente para a maioria dos usuários.

Intelbras WRN 150

Os testes foram realizados com 3 notebooks e 2 smartphones conectados pela rede Wi-Fi e com o media center executando a Netflix simultaneamente, e observamos poucos gargalos. A exceção ficou por conta do NAS, pois mesmo que o o WRN seja anunciado com uma velocidade máxima de 150 Mbps (padrão N. Os padrões B e G também estão disponíveis) pela rede local, não conseguimos passar de 5 Mb/s de transferência de dados. A velocidade aumentou para cerca de 11 Mb/s quando conectamos o NAS diretamente no roteador, o que indica que ele fica um pouco "confuso" quando pareado com um hub.

Intelbras WRN 150 - Screenshot

O alcance do WRN 150 nos agradou com sua antena de 5 dBi. Apesar de pequeno, ele conseguiu transferir dados sem perda de velocidade com até 3 paredes entre ele e um notebook, no qual o Windows apresentou apenas uma barra de sinal a menos (de 5). No quesito segurança, temos tudo o que é esperado de quaisquer modelos: WEP, WAP e WAP 2, suportando os padrões TKIP e PSK, além de suporte a WPS para a conexão de um novo dispositivo sem precisar digitar senhas.

Intelbras WRN 150

Por ser um modelo básico, é natural que tenha algumas limitações. A maior delas é que a sua porta LAN não é gigabit, ou seja, suporta somente velocidade 10/100 Mbps. Isso faz com que ele suporte uma conexão WAN de no máximo uns 80 Mbps, o que pode não ser um problema para muitos (quantos amigos você tem com internet de 80 Mbps ou mais?), mas torna o WRN 150 um modelo com data para se tornar obsoleto, conforme as velocidades de internet aumentam e os custos diminuem. Também não é possível configurar uma rede para convidados.

Intelbras WRN 150 - Screenshot

Algumas funções mais avançadas estão disponíveis, como filtro de MAC, firewall integrado, DMZ (DeMilitarized Zone ou "zona desmilitarizada", em que um dos computadores da rede não é limitado por filtros do roteador) e priorização de tráfego, ideal para quem quer que o download em um dos PCs não atrapalhe na hora de assistir a filmes via streaming, e embora a configuração dessas funções seja opcional, são todas altamente recomendadas.

Intelbras WRN 150

Por último, destacamos que o WRN vem com um mini CD de instalação que facilita o processo de configuração para quem não está acostumado com a forma convencional (acessar o roteador via browser pelos endereços 182.168.0.1 ou 10.0.0.1). Ele "esconde" os detalhes técnicos e foca no essencial, não exigindo conhecimentos técnicos do usuário, além de estar totalmente em português. Na embalagem temos o roteador, cabo ethernet cor cinza, manuais e fonte de alimentação.

Intelbras WRN 150 - Screenshot

Conclusão

Recomendar o WRN 150 da Intelbras para quem exige mais do roteador seria errado, em especial com vários devices conectados simultaneamente na rede e dependentes do tráfego pela rede local para várias situações. Nem é esse o foco do modelo. Ele é voltado para usuários básicos que querem um roteador simples, pequeno e dificilmente vão utilizar mais de uma porta LAN, isso sem investir muito, e, nesse cenário, o WRN se destaca.

Intelbras WRN 150 - Screenshot

Com uma rápida pesquisa de preços, vimos que ele é facilmente encontrado por aproximadamente R$ 60, preço bastante baixo considerando os seus recursos. Nessa faixa de preços são encontrados, via de regra, modelos sem conexão wireless, tornando-o um modelo altamente competitivo para quem não quer investir muito ou só precisa do básico, sem muita complicação.

Vantagens

  • Custo acessível;
  • Configuração simplificada;
  • Baixo consumo de energia (3,5 watts em condições típicas);
  • Tamanho compacto.

Desvantagens

  • Sua porta LAN não é gigabit;
  • Não possui suporte a uma rede de convidados;
  • Não há suporte ao padrão A.
Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.