Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Windows deixa MHz de lado e adota MT/s como medida para RAM

Por| Editado por Jones Oliveira | 08 de Maio de 2024 às 17h35

Link copiado!

Harrison Broadbent/Unsplash
Harrison Broadbent/Unsplash

A próxima atualização do Windows deve trazer uma sutil, mas importante mudança. Após décadas, a Microsoft finalmente vai alterar a unidade de medida para se referir à velocidade da memória RAM no Gerenciador de Tarefas, deixando os clássicos MHz de lado e adotando o correto MT/s, nomenclatura que já deveria ser usada há bastante tempo.

Essa mudança foi reportada no blog oficial do Windows Insider em publicação sobre as novidades da próxima versão beta do sistema operacional (22635.3570). Por enquanto, apenas os participantes do programa na fase de testes receberão essa alteração, enquanto os usuários regulares do Windows ainda devem demorar um pouco para ver as siglas serem trocadas.

Tópico de muito debate, há diferenças sensíveis ao usar os termos MHz (megahertz) e MT/s (megatransfer por segundo) ao se referir à memória RAM. Nos anos 1990, quando a RAM ainda era do tipo SDRAM (Synchronous Dynamic Random Access Memory), a sigla MHz era correta, uma vez que a troca de informações acontecia apenas na subida da onda da frequência.

Continua após a publicidade

A partir dos anos 2000, com a introdução do padrão DDR (Double Data Rate), a memória RAM passou a trocar informações em qualquer ponto da onda, seja na subida ou descida, dobrando a taxa. A partir de então, o consenso técnico era de que a nomenclatura correta deveria ser MT/s. Contudo, para evitar confusões entre fabricantes e o público, os MHz foram mantidos por todo esse tempo.

Só recentemente, com a chegada dos módulos DDR5, que a discussão entre MHz e MT/s foi restabelecida. Com a adoção dos MT/s no Gerenciador de Tarefas, a unidade deve passar a ser cada vez mais adotada pelo público. 

Fonte: Windows Insider Blog