Snapdragon 732G é o novo processador intermediário premium da Qualcomm

Snapdragon 732G é o novo processador intermediário premium da Qualcomm

Por Felipe Junqueira | 31 de Agosto de 2020 às 13h40
Monoar Rahman Rony/Pixabay

A Qualcomm acaba de anunciar um novo chipset intermediário que vai suceder a plataforma utilizada em celulares como Pixel 4a, Motorola One Fusion+ e Xiaomi Mi Note 10. O Snapdragon 732G promete “melhorar a jogatina de alto nível” em smartphones.

Em comparação com o Snapdragon 730/730G, o novo modelo não traz muitas diferenças claras. O processador manteve os oito núcleos, agora com os mais velozes a clock de 2,3 GHz, em vez de 2,2 GHz. A arquitetura destes núcleos mais potentes é a Kryo 470, mesma do antecessor. A GPU também é igual, a Adreno 618, mas a Qualcomm promete melhoria de até 15% na renderização gráfica.

Além disso, a companhia também inseriu o Snapdragon Elite Gaming no chipset, que “permite aos jogadores experimentarem jogabilidade perfeita e ultrarrealista em mais de um bilhão de tons de cor”. O Snapdragon 732G também oferece a 4ª geração da AI Engine da Qualcomm, com “interações intuitivas e previsões da experiência do usuário com inteligência distribuída duas vezes mais poderosa que gerações anteriores”.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

A nova plataforma também traz o modem Snapdragon X15 LTE. Como adiantado por um informante há alguns dias, o chipset é fabricado no processo de 8 nm.

Foco em jogos

“O Snapdragon 732G vai entregar experiência de jogos poderosa, IA sofisticada no dispositivo e performance superior”, declarou o vice-presidente de gerenciamento de produtos da Qualcomm Kedar Kendap. O executivo ainda revelou que a fabricante de chips já trabalha com a marca chinesa POCO para levar a nova plataforma a um celular em breve.

A subsidiária da Xiaomi, por sua vez, não detalhou nome e outras especificações do aparelho nem mesmo citou preço ou disponibilidade. “Acreditamos que o dispositivo estabelecerá uma nova referência em benchmarks entre os intermediários, redefinindo totalmente a relação entre preço do celular e suas capacidades”, limitou-se a dizer o chefe de produtos da empresa, Sam Jiang.

Mais detalhes e os primeiros smartphones a utilizarem a nova plataforma intermediária da Qualcomm surgirão nos próximos dias, então, fique de olho aqui no Canaltech.

Fonte: Qualcomm

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.