O que é Arduíno?

Por Redação

Arduíno é uma placa de prototipagem eletrônica de código aberto. O projeto, surgido na cidade de Ivrea, na Itália, em 2005, inclui hardware e software livre e visa oferecer ferramentas adaptáveis e de baixo custo para a criação de projetos interativos de diversas ordens.

Fazendo uma comparação tosca, uma placa Arduíno funciona como uma base de Lego sobre a qual o desenvolvedor junta várias peças e monta um protótipo. Uma placa Arduíno é composta, basicamente, por um controlador Atmel AVR de 8 bits, uma interface serial ou USB e alguns pinos digitais e analógicos.

Assim, a partir desses componentes, ela pode servir tanto para o desenvolvimento de projetos interativos como ser conectada a um outro computador. Em suma, o Arduíno é uma plataforma sobre a qual serão construídos outros equipamentos — e ele não deve ser confundido com o Raspberry Pi, equipamento visualmente semelhante a ele, mas que funciona como um computador de placa única.

Tudo aberto

O conjunto da obra é composto não somente pela parte de hardware, mas também pelo software. Ambos em código aberto, eles podem ser modificados conforme a necessidade do usuário — e basta programar usando o software do Arduíno para contar ao equipamento o que ele deve fazer.

A parte de software é desenvolvida por meio de linguagem C/C++ — e tudo isso acontece em um ambiente gráfico escrito em Java. Ele ainda traz um firmware embutido e que é carregado na memória ROM da placa.

Arduino

Faça você mesmo

A base do Arduíno é justamente a ideia do “faça você mesmo”, também conhecido pela sigla em inglês DIY (de do it yourself). Como existem placas de diferentes tamanhos, elas podem ser adaptadas aos mais variados projetos, como é o caso do uso do Arduíno Gemma, usado para a criação de um dispositivo de computação vestível.

Outra aplicação já existente da plataforma Arduíno é o Casa Jasmina, um projeto de casa inteligente do futuro totalmente desenvolvido sobre software e hardware livre — ou seja, é tudo open source.

Inicialmente, o Arduíno foi criado para fins educacionais, para servir de base de projetos interativos em escolas. O sucesso foi tanto que ele chegou a vender 50 mil unidades de cada placa e ganhou até mesmo um documentário. A partir de então, o projeto foi crescendo e tomando novas feições.

No site oficial do Arduíno há informações completas e detalhadas sobre todos os modelos de placas existentes. Além disso, há kits e acessórios que também podem ser adquiridos para incrementar o trabalho com esta plataforma no desenvolvimento de um projeto.

Fontes: Arduino.cc, AddOhms/YouTube

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.