Intel Core i9-10900K pode ser até 30% mais rápido que o 9900K, aponta rumor

Por Felipe Ribeiro | 03 de Janeiro de 2020 às 09h19
Tudo sobre

Intel

Saiba tudo sobre Intel

Ver mais

Um documento vazado contendo detalhes sobre testes de benchmark dos novos processadores Comet Lake, da Intel, mostram que o Intel i9-10900K será até 30% mais rápido em tarefas multithread do que seu antecessor, o 9900K.

As projeções de desempenho contêm benchmarks comparativos da SYSmark, SPEC, XPRT e Cinebench. O maior aumento de desempenho foi observado nos resultados da SPEC, que é de onde vem o título "até" 30% mais rápido. No Cinebench, por sua vez, o 10900K é 26% mais rápido que o 9900K, o que novamente impressiona à primeira vista, mas devemos lembrar que esta nova CPU de entrada tem 10 núcleos, enquanto a 9900K tem 8 núcleos; então, na verdade, o aumento de 26% acaba sendo proporcional.

Uma observação interessante é que o material afirma que o 10900K tem um TDP (Thermal Design Power ou Projeto de Força Térmica, na tradução livre) de 125W, alcançando até 250W de TDP em Turbo durante atividades multithread. Nos testes single thread, por exemplo, o benchmark XPRT indicou um desempenho apenas 4% melhor do que o 9900K.

Imagem: MebiuW @ Weibo.com

É possível dizer que processadores Comet Lake representam mais um refinamento de 14nm e a Intel, claro, pode tirar muito mais proveito disso, mas o crescimento de desempenho não parece ser fora da curva, justamente porque o vindouro i9-10900K tem dois núcleos a mais.

Mais clock

Apesar de não ser um ganho substancial, a Intel indica que está aumentando ainda mais a velocidade do clock com os chips Comet Lake e, de acordo com outros rumores, espera-se que o 10900K seja capaz de atingir velocidade de 5,2 GHz Turbo.

A CES 2020 se aproxima e é possível que vejamos este novo chip por lá. Diante do sucesso estrondoso dos novos Ryzen 3000, da AMD, a Intel precisa apresentar logo estes processadores e definir qual será sua estratégia de mercado contra um produto que, ao que parece, é superior. Um preço acessível pode ajudar na competição.

Fonte: TechRadar

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.