Cientistas da Universidade de Michigan criam computador com 0,3 mm de espessura

Por Natalie Rosa | 25 de Junho de 2018 às 12h58
Universidade de Michigan

Não satisfeitos em descobrir que a IBM registrou o menor computador do mundo em março deste ano, pesquisadores da Universidade de Michigan logo trataram de quebrar esse recorde, que já havia sido deles, criando um novo computador com apenas 0,3 mm de espessura, sendo muito menor que a ponta de um grão de arroz.

Para que uma máquina seja classificada como um computador, ela deve manter seus dados de programação sem ser alimentada por um dispositivo externo. Porém, tanto o projeto da IBM quanto da Universidade de Michigan perdem esse fator quando são desconectados da energia.

David Blaauw, pesquisador da universidade, diz que é uma questão de opinião se as máquinas têm a capacidade necessária para serem chamadas de computadores ou não. Ele explica que as criações contam com RAM, energia fotovoltaica, receptores e transmissores sem fio.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

O microscópico computador é muito menor que um grão de arroz (Foto: Universidade de Michigan)

O pesquisador também revela que, por ser minúsculo, o computador microscópico não pode ter antenas de rádio normais. No entanto, em vez disso, ele faz a transferência de dados utilizando uma luz visível fornecida por uma base, que também faz a alimentação de energia.

Os cientistas de Michigan acreditam que o computadorzinho pode ser usado para identificar temperaturas em pequenas regiões, como aglomerados de células, além de estudos contra o câncer e outras finalidades médicas.

Fonte: Slash Gear, Michigan News

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.