Chipset gamer Helio G85 é oficializado pela MediaTek

Por Felipe Junqueira | 05 de Maio de 2020 às 12h28
MediaTek
Tudo sobre

MediaTek

Saiba tudo sobre MediaTek

Ver mais

Somente cinco dias depois de a Xiaomi apresentar o Redmi Note 9 com a plataforma Helio G85, a MediaTek anunciou oficialmente o chipset gamer que sucede o Helio G80, anunciado em fevereiro. A principal diferença entre os dois é a velocidade máxima da GPU, que chega a 1 GHz no modelo recém-apresentado.

Assim como o antecessor, o Helio G85 é fabricado no processo 12 nm — já há chipsets fabricados a 7 nm —, com um processador de dois núcleos ARM Cortex A75 que rodam na velocidade máxima de 2 GHz e mais seis Cortex A55 que alcançam 1,8 GHz. A GPU é a mesma, uma Mali G52 MC2, mas a velocidade máxima sofreu uma alteração de 950 MHz para chegar ao máximo de 1 GHz, oferecendo um pouco mais de fluidez na renderização de jogos, principalmente.

Outra mudança é a presença da HyperEngine da MediaTek, uma combinação de tecnologias “para melhorar a experiência geral de jogatina ao habilitar desempenho sustentável e gameplay mais longo”, informa a empresa. É, em outras palavras, uma otimização extra da GPU para garantir que o jogo rode sem variações bruscas de FPS.

Outros recursos

Redmi Note 9 foi anunciado na semana passada já com o Helio G85 (Foto: Reprodução/Xiaomi)

Você já deve saber que uma plataforma, também chamada de chipset ou SoC (sigla em inglês para sistema-em-um-chip), é formada não apenas pelo processador, mas por diversos componentes necessários para o funcionamento do celular. Inclui também a GPU, ou chip gráfico, e outras coisas. E é responsável pelo suporte a recursos de câmera, áudio e até conectividade.

O Helio G85 tem suporte a múltiplas câmeras, com resolução máxima de 48 MP, gravação de vídeo em câmera lenta de até 240 quadros por segundo e traz compatibilidade à inteligência artificial do Google, como Lens para reconhecer objetos, detecção de cena, efeitos Bokeh e outros.

Também tem um sistema para economizar energia sem sacrificar serviços de voz sempre ligados, como o Assistente do Google, sistema de navegação melhorado e suporte a dois chips SIM com tecnologia 4G em ambos. Não há suporte à nova rede 5G.

A plataforma fica um pouco à frente do Helio G80, que foi oficializado no começo de fevereiro, e ainda abaixo da série G90, lançada no ano passado e com mais recursos, além de velocidades e arquitetura dos núcleos um pouco mais avançadas. Por enquanto, já sabemos que estará presente no Redmi Note 9.

Fonte: MediaTek

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.