Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Apple pode lançar processador M3 Extreme a partir de 2025

Por| Editado por Jones Oliveira | 02 de Agosto de 2023 às 18h45

Link copiado!

Reprodução/WCCFTech
Reprodução/WCCFTech
Tudo sobre Apple

Cancelado pela Apple no fim de 2022, o processador M2 Extreme teria 48 núcleos de processamento e uma GPU com incríveis 152 núcleos. O projeto, no entanto, nunca verá a luz do dia, mas um suposto sucessor M3 Extreme ainda pode acontecer. O motivo é a chegada de uma nova tecnologia da TSMC que permite juntar diversos chips em apenas um.

A tecnologia é chamada de 3DFabric e utiliza um processo de fabricação que permite unir múltiplos chips em um único die, ou seja, o corpo de uma CPU. De forma simples e resumida, vale pensar nesse processo como um LEGO de processadores, em que você encaixa várias peças de forma interconectada umas com as outras para criar um brinquedo maior e melhor.

No entanto, o processo de criação de um SoC (System on a Chip) é muito mais complexo do que apenas encaixar vários chips em um. A própria Apple utiliza uma tecnologia chamada UltraFusion, responsável por unir dois chips M2 Max para gerar o recente M2 Ultra. Tanto o novo processador quanto a tecnologia foram produzidos em parceria com a TSMC, resultando em um componente com 24 núcleos de CPU e até 76 núcleos de GPU.

Continua após a publicidade

O cancelado M2 Extreme deveria utilizar um princípio parecido. Embora os motivos oficiais do fim do projeto não sejam conhecidos, é possível inferir que o UltraFusion não foi capaz de entregar níveis de performance aceitáveis ao unir mais de dois chips. Essa junção pode ter causado problemas de instabilidade e muito consumo de energia, fazendo com que a Apple abandonasse as pesquisas.

3DFabric pode ser a solução para o M3 Extreme

A expectativa é que o 3DFabric seja a solução que a Maçã precisava para desenvolver o suposto M3 Extreme. O termo "suposto" é bem propício para esta notícia, uma vez que nem a versão "normal" do chip M3 foi lançado. O modelo deve ser anunciado durante uma apresentação da marca em outubro.

As especulações com o 3DFabric começaram nesta segunda-feira (1º), após uma reunião de investidores de uma companhia financeira de Taiwan chamada MoneyDJ ter informado que tanto a Apple quanto a AMD planejam integrar seus próximos chips com essa tecnologia em breve.

O site Patently Apple sugeriu que, de fato, a Maçã já está desenvolvendo chips poderosos com esse processo de fabricação. Em uma conversa entre o portal e o jornalista Vadim Yuryev, fica explícito que um dos chips é o M3 Extreme, mas o processador só deve integrar a próxima geração dos Macbooks Pro entre 2025 e 2027, no mínimo.

Fonte: Pantley Apple e IThome (em chinês)