AMD marca evento para anunciar chips EPYC com cache 3D e novas GPUs Instinct

AMD marca evento para anunciar chips EPYC com cache 3D e novas GPUs Instinct

Por Renan da Silva Dores | Editado por Wallace Moté | 26 de Outubro de 2021 às 18h10
Reprodução/AMD

A AMD está preparando diversas novidades para os próximos meses, incluindo a nova tecnologia de cache empilhado, que promete oferecer um salto de desempenho "similar ao de uma geração", e o suporte às novas memórias DDR5 e ao barramento PCI-E 5.0, desta vez inaugurado pela Intel com a 12ª geração de processadores Alder Lake.

Tudo indica que o time vermelho está pronto para anunciar os primeiros produtos baseados em algumas das novidades — a companhia acaba de revelar a data de sua próxima apresentação, dedicada aos chips para servidores EPYC e às GPUs para processamento de dados Instinct.

AMD marca evento para anunciar novos chips EPYC e GPU Instinct

Em comunicado e através das redes sociais, a AMD marcou um novo evento para o próximo dia 8 de novembro, ao meio-dia no horário de Brasília. A conferência contará com a participação da CEO Dra. Lisa Su e dos vice-presidentes de negócios de data centers e servidores Dan McNamara e Forrest Norrod, que falarão sobre "as mais recentes inovações dos processadores EPYC e das aceleradoras Instinct".

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

O anúncio não traz detalhes sobre quais seriam os possíveis lançamentos, mas inúmeros rumores sugerem que a companhia deve revelar a próxima geração de processadores EPYC, de codinome Milan-X, assim como as novas GPUs Instinct MI250. Os chips estreariam a tecnologia de cache empilhado, bem como trariam às GPUs o design Multi-Chip Module (MCM), de múltiplos chips.

Segundo o leaker ExecutableFix, cujo histórico de vazamentos é geralmente preciso, a AMD também pode trazer novos detalhes da família EPYC Trento, sucessora da Milan-X já cotada para equipar supercomputadores como a próxima máquina da Cray Research, divisão da HP focada no segmento de computação de alto desempenho.

Novidades devem trazer cache 3D e novo design de múltiplos chips

De acordo com os rumores, a família EPYC Milan-X será a primeira da AMD a empregar o 3D V-Cache, a tecnologia de cache empilhado da AMD. Com ela, os novos processadores podem atingir a quantidade massiva de 768 MB de cache, graças à instalação de memória adicional logo acima do cache tradicional presente na CPU.

A novidade entregaria ganhos de desempenho de cerca de 15% sobre a linha Milan tradicional, mesmo com o retorno da microarquitetura Zen 3. Outro grande benefício seria a maior eficiência energética, já que o processador teria de acessar a RAM e o armazenamento menos vezes, por manter mais informações no cache.

As novas GPUs Instinct MI250 e MI250X seriam ainda mais impressionantes: utilizando a litografia de 7 nm da TSMC e design MCM, que combina chips menores para compor um chip maior, o modelo mais robusto atingiria 110 Unidades Computacionais (CUs) com clock de 1,7 GHz, acompanhadas de 128 GB de VRAM HBM2e. Em comparação, a Radeon RX 6900 XT, GPU gamer mais poderosa da AMD, conta com "apenas" 80 CUs.

Dedicadas ao processamento de quantidades massivas de dados, as novas Instinct seriam baseadas na microarquitetura CDNA 2, apresentando 48 TFLOPs de poder computacional em FP32 e FP64, mas consumindo nada menos que 500 W.

A família EPYC Trento ainda não tem muitos detalhes conhecidos, mas sabe-se que entre as novidades está a Infinity Architecture — uma evolução do Infinity Fabric, a tecnologia permite comunicação com elevada largura de banda e baixíssima latência entre CPUs EPYC e GPUs Instinct, além de unificação de memória entre os componentes e mais.

Fonte: WCCFTech, VideoCardz

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.