Slides revelam que Google Stadia chegará para o Android TV em 2020

Por Rafael Rodrigues da Silva | 16 de Setembro de 2019 às 20h10
Tudo sobre

Saiba tudo sobre Google Stadia

Ficha técnica

Em novembro deste ano, a Google promete revolucionar o mercado de videogames com o Stadia, o sistema que permitirá o streaming de jogos de última geração, que rodarão em um servidor na nuvem. O lançamento do sistema está previsto para funcionar nos smartphones da linha Pixel, no Chromecast Ultra e nos navegadores Chrome — mas, infelizmente, não estará presente em nenhum modelo de Android TV.

Isso quer dizer que, caso uma pessoa já possua em casa uma Android TV, ela seria obrigada a comprar um Chromecast Ultra para poder usar sua TV para curtir as vantagens do Google Stadia, o que é meio que um desperdício, já que a única coisa que o Chromecast iria proporcionar que já não existe na TV é o acesso ao Stadia.

Mas isso deve mudar logo: de acordo com alguns slides mostrados durante uma apresentação na International Broadcasting Convention, a Google revelou qual é o seu plano de desenvolvimento para o Android TV, e ele inclui o suporte ao Stadia já no ano que vem, que deverá chegar junto com o Android 11.

Infelizmente, o slide não deixa claro se o Stadia precisará do Android 11 para rodar no Android TV ou se apenas o suporte para o streaming de games da Google e a próxima versão do Android serão lançados na mesma época. Caso o Stadia necessite do Android 11 para rodar nos aparelhos Android TV, é possível que o suporte ao serviço só chegue mesmo em 2021, já que a Google costuma demorar vários meses até lançar uma atualização de software para seus televisores, e apenas os modelos mais recentes costumam recebê-la.

Além do suporte ao Stadia, os planos para 2020 da Google incluem também o lançamento de algo chamado “hero device”, que pode ser um novo tipo de box Android TV desenvolvido pela Google, ou então a nova versão do Nvidia Shield, cuja existência vazou há algum tempo. Há também a menção de novas funcionalidades baseadas no Android 10, como a ativação de legendas em tempo real e suporte ao Google Lens.

Já para 2021, os planos ainda não foram tão detalhados, e os slides falam apenas em lançar uma nova geração do “hero device”, diminuir a fragmentação de hardware e software e chegar à marca de 10 mil apps disponibilizados para os usuários.

Fonte: Android Central

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.