Sakurai explica como Sora chegou ao Super Smash Bros.

Sakurai explica como Sora chegou ao Super Smash Bros.

Por Guilherme Sommadossi | Editado por Bruna Penilhas | 21 de Outubro de 2021 às 14h44
Reprodução/Masahiro Sakurai

No começo de outubro de 2021, Sora foi anunciado como o último personagem de Super Smash Bros., o que deixou os fãs de ambas as franquias muito contentes. O que chamou mais atenção foi que a chegada do protagonista de Kingdom Hearts envolve três empresas: a Nintendo, a Square Enix e a Disney, algo nada fácil do ponto de vista de licenciamento. No entanto, Masahiro Sakurai, criador do jogo de luta, explicou que a trajetória foi mais fácil do que parece.

Em sua coluna no site japonês Weekly Famitsu, Sakurai disse que “embora as expectativas dos jogadores fossem grandes, eu honestamente pensei que era impossível”. A equipe responsável por negociações externas pensava o mesmo, então os ânimos baixaram um pouco.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Tudo mudou quando o game designer conheceu um executivo da Disney e, durante uma conversa, ele se surpreendeu pelo fato que ele também queria muito que Sora entrasse no Smash. "Que surpresa", exaltou Sakurai em seu texto.

Depois desse encontro, as três grandes empresas tiveram longas discussões sobre o assunto, até que a tão aguardada liberação realmente aconteceu. “A supervisão da Disney e da Square Enix é necessária para tudo o que Sora faz [no Smash Bros.]”, explicou Sakurai. “Parecia que os vários obstáculos eram grandes e, na realidade, havia várias regras em vigor para o desenvolvimento avançar”.

Resolvendo as dificuldades de burocracia, outra questão entrou na produção: o combate. Sakurai já está, de certa forma, acostumado a adaptar personagens de diferentes estilos de jogo, mas Sora também tem suas particularidades.

Em Kingdom Hearts, o protagonista usa muitos ataques aéreos com sua Keyblade, algo complexo de se adaptar e que ficasse semelhante aos games da saga. Eventualmente, o game designer ficou contente com o resultado final. “Acho que temos a sensação dos jogos originais. O que vocês acham?”, escreveu Sakurai no fim da publicação.

Sora já está disponível no Super Smash Bros. Ultimate, exclusivo de Nintendo Switch, através do DLC Fighters Pass Vol. 2 (por R$ 149) ou individualmente pelo Challenger Pack 11 (por R$ 31).

Fonte: Kotaku

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.