Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Google Stadia morreu por falta de jogos e usuários

Por| Editado por Jones Oliveira | 21 de Setembro de 2023 às 09h30

Link copiado!

Google
Google
Google Stadia

Segundo Dov Zimring, um dos líderes do Google Stadia, o fim da plataforma foi o encerramento de um “ciclo autossustentável” de falta de jogos e usuários. Documentos revelados no processo da FTC contra a Microsoft trouxeram mais detalhes sobre o fim do streaming de jogos do Google.

Apesar de não ter sido uma surpresa, essencialmente, a pequena base instalada de usuários deixava o Stadia pouco atrativo para desenvolvedores lançarem seus jogos, diminuindo ainda mais o apelo para consumidor, e assim sucessivamente.

Continua após a publicidade

Profecia autorrealizada

Desde o início do projeto, a proposta do Stadia parecia pouca interessante, principalmente para o consumidor final. Além das limitações de acesso, por depender de conexões de internet bastante robustas e estáveis, o formato de monetização parecia falho já na sua concepção.

Para ter acesso ao Google Stadia os usuários tinham duas opções. A primeira delas era comprar os jogos a preço cheio, como já acontece nas lojas digitais como Steam e Epic Games Store. No entanto, o jogo ainda seria executado no serviço de streaming em nuvem, sem a possibilidade de instalação local para jogar offline.

A outra possibilidade era uma assinatura Premium que oferecia um catálogo de jogos, similar aos serviços do Game Pass e PS Plus. Além disso, para que um jogo estivesse disponível para compra, obrigatoriamente ele precisaria estar licenciado para o serviço.

“Desenvolvedores que detinham os games mais valiosos explicaram que a decisão de portar ou não um jogo para o Stadia dependia do potencial de crescimento de seus jogos na plataforma emergente. A falta de jogos AAA no Stadia criou um ciclo autossutentável onde jogadores não assinariam o Stadia pela falta de jogos AAA, e em contrapartida desenvolvedoras de AAA não levariam seus títulos ao Stadia devido à base de usuários muito baixa”, explicou Zimring.

Sendo assim, além de o formato de assinatura ser mais interessante, não fosse o catálogo reduzido de jogos, ele também era o gargalo de acesso a mais lançamentos na plataforma. Para quem faz terapia, é o caso clássico da profecia autorrealizada, ou o “efeito tostines” reverso: atrai poucos jogadores porque tem poucos jogos; tem poucos jogos porque atrai poucos jogadores.

Os servidores do Google Stadia foram desligados em 18 de janeiro de 2023. Desde então, a Google vem cuidando dos processos de reembolso, tanto de compras digitais quanto de hardwares e acessórios, como o Stadia Controller.