Far Cry 6 e Rainbow Six Quarantine têm lançamento adiado

Por Felipe Demartini | 30 de Outubro de 2020 às 18h40
Divulgação/Ubisoft
Tudo sobre

Ubisoft

Saiba tudo sobre Ubisoft

Ver mais

Far Cry 6 e Rainbow Six Quarantine não serão mais lançados no início do ano que vem. A Ubisoft usou seu relatório financeiro sobre o terceiro trimestre de 2020 para anunciar os adiamentos dos dois títulos, falando em dificuldades no desenvolvimento motivadas pela pandemia do novo coronavírus (SARS-CoV-2) e não dando novas datas precisas — sabemos, apenas, que eles devem chegar a partir de abril de 2020.

O adiamento, no caso de Far Cry 6, é um pouco mais direto ao ponto, já que o título estava planejado para sair no dia 18 de fevereiro. Agora ele segue sem data, mas, segundo a Ubisoft, está confirmado para o ano fiscal 2022, ou seja, deve dar as caras em algum momento até o final de março daquele ano. O mesmo também vale para Rainbow Six Quarantine.

No perfil oficial, os desenvolvedores de Far Cry 6 citaram o título como o mais ambicioso da franquia, e que esse foi um dos motivos pelos quais o time ganhou tempo adicional para trabalhar no game. De acordo com o comunicado, a Ubisoft conta com equipes que já retornaram aos estúdios, enquanto outras seguem trabalhando de casa, e que a saúde dos colaboradores é um dos focos neste momento, ainda que todos saibam da ansiedade dos jogadores para colocarem as mãos na novidade.

O caso de Rainbow Six Quarantine, porém, é mais complexo, já que mesmo sem data de lançamento, o título já foi alvo de alguns adiamentos. Inicialmente, a Ubisoft planejava lançar o game em 2019, após um anúncio em junho daquele ano, na E3. Entretanto, naquele mesmo ano, ele foi jogado para o ano fiscal atual e, agora, ficou para o próximo, sem uma previsão direta de quando vai chegar.

A ideia do game é ampliar o modo extra Outbreak, que foi periódico em Rainbow Six Siege; e colocar os tradicionais operadores da aventura contra uma ameaça biológica. O silêncio sobre o título já existia há algum tempo, assim como a ideia de que ele poderia ter sido cancelado, mas o ressurgimento no relatório fiscal da Ubisoft (assim como a permanência do nome, ainda que ele tenha uma triste relação com o momento atual) mostra que a produção ainda está em andamento, embora tenha uma previsão a perder de vista para acabar.

Com o adiamento, a Ubisoft permanece com cinco projetos para terminar o ano fiscal 2021, que se encerra em março. Assassin’s Creed Valhalla, Immortals Fenyx Rising e Just Dance 2021 chegam neste fim de ano, junto com a versão de Watch Dogs: Legion para a nova geração de consoles, enquanto Riders Republic e o remake de Prince of Persia: Sands of Time devem rechear o calendário no início do ano que vem. As previsões para estes títulos foram mantidas para, respectivamente, 25 de fevereiro e 21 de janeiro.

Fonte: Ubisoft

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.