Potente, portátil e resistente, JBL Xtreme 3 chega ao Brasil; confira o preço

Por Ramon de Souza | 06 de Abril de 2021 às 19h00
Divulgação/JBL

Anunciada em setembro do ano passado durante a IFA 2020, a JBL Xtreme 3 é a mais nova geração das caixas de som Xtreme, famosas por serem um tanto resistentes e potentes. Com quatro drivers e dois radiadores de graves, a marca promete um som imersivo e nítido — porém, a maior evolução em comparação com o modelo anterior é a autonomia energética. São prometidas 15 horas de reprodução de música ininterrupta, garantindo que uma carga seja o suficiente para animar uma festa de longa duração.

A bateria é tão parruda que é possível usar a caixinha como powerbank e recarregar seu celular caso o smartphone esteja ficando sem energia. Ademais, a nova Xtreme 3 conta com otimizações em seus recursos de conectividade (Bluetooth 5.1 em vez do 4.2) e um visual totalmente repaginado, que ostenta o logotipo da JBL de forma bem mais aparente. Encanta também a alça de transporte, que, além de facilitar a tarefa de movimentar o gadget pelo ambiente, também conta com um abridor de garrafas para curtir aquela gelada.

Como não poderia deixar de ser, a Xtreme 3 é compatível com a tecnologia proprietária JBL PartyBoost, sendo possível conectá-la sem fio com outras caixas compatíveis da marca para aumentar ainda mais a potência sonora. Todo esse gerenciamento é feito através do aplicativo JBL Portable, que lhe permite inclusive nomear o speaker para diferenciá-lo de outros gadgets Bluetooth nas redondezas. Completam o pacote a classificação IP67, que atesta que o produto é à prova d’água e possui resistência contra poeira.

O único ponto negativo — como você já deve ter esperado — é o preço. A Xtreme 3 chega ao Brasil custando R$ 1,9 mil, o que é um valor bastante salgado para uma caixa de som Bluetooth. Porém, se levarmos em consideração que a Xtreme 2 está custando R$ 1,8 mil no site oficial da JBL, o aumento de uma geração para a outra foi de apenas R$ 100. Além disso, lá fora, o modelo custa US$ 350 — que, convertendo diretamente na cotação atual, daria pouco mais de R$ 1,9 mil. Logo, o valor pedido está dentro da realidade.

Fonte: Harman

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.