Atrasos na entrega do Oculus Rift marcam semana de seu lançamento

Por Redação | 31.03.2016 às 08:00
photo_camera Oculus VR

Depois de anos de espera, nesta segunda-feira (28) finalmente o Oculus Rift foi lançado. Mas mesmo depois de seu lançamento, pouquíssimas pessoas conseguiram comprar o produto, já que os óculos não podem ser encontrados em lojas, por exemplo. Além disso, a Oculus não tem conseguido satisfazer os consumidores que haviam adquirido o aparelho na pré-venda, ficando a dúvida sobre quando o produto será entregue.

Caso o usuário tenha contribuído por meio do Kickstarter durante a campanha inicial, provavelmente receberá o Oculus Rift entre esta e a próxima semana; mas caso o pedido seja feito agora, possivelmente o consumidor só terá o dispositivo de realidade virtual em mãos em julho. Mesmo quem fez o pedido em janeiro terá de esperar para desfrutar dos óculos de realidade virtual.

No próprio dia de lançamento do Rift, a Oculus enviou um e-mail em massa falando sobre os prazos. "As unidades Kickstarter começarão a chegar hoje, e os primeiros Rifts de pré-venda deverão começar a ser vendidos no meio da semana e enviados logo depois. Estamos trabalhando o mais rápido possível para entregar os dispositivos da pré-venda. Se você fez o pedido antecipado, receberá um e-mail quando o pedido estiver sendo preparado (1-3 semanas antes do envio) e, em seguida, outro quando o meio de pagamento for confirmado e o Rift estiver a caminho".

O que desagradou aos clientes da pré-venda foi a falta de informações detalhadas, já que esse e-mail foi enviado para todos os que demonstraram interesse no produto. Apesar de ser possível acompanhar o status do pedido no site da fabricante, a página só fornece informações vagas, o que tem gerado reclamações entre os consumidores no que se refere à comunicação da empresa.

A Oculus se recusou a comentar o motivo dos atrasos ou como pretende melhorar o atendimento ao cliente. Mas, pensando que se trata de uma companhia que nunca lançou um produto comercial e que o Rift envolve uma tecnologia nova, é compreensível que alguns ajustes na produção e entrega sejam necessários.

Via: Kotaku