Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

COI confirma novas datas para as Olimpíadas de Tóquio após adiamento

Por| 30 de Março de 2020 às 14h18

Link copiado!

Uol
Uol

O Comitê Olímpico Internacional (COI) divulgou hoje cedo as novas datas para as Olimpíadas de Tóquio, após a realização do evento ser adiada a fim de evitar a contaminação das delegações pelo vírus SARS-CoV-2, o novo coronavírus. Agora, a próxima edição dos jogos olímpicos vai começar em 23 de julho de 2021, perdurando até 8 de agosto do mesmo ano.

“Essas novas datas darão o tempo máximo às autoridades de saúde e todos os envolvidos na realização dos Jogos, para que estes lidem com a constante mudança de cenário e disrupção causadas pela pandemia da Covid-19”, disse o COI por meio de comunicado à imprensa internacional. “As datas, exatamente um ano após as originalmente planejadas para 2020 também trazem o benefício de qualquer problema causado no calendário esportivo pelo adiamento seja mínimo, ao melhor interesse dos atletas e federações internacionais”.

Continua após a publicidade

Essa segunda parte do comunicado era motivo de preocupação para diversas competições internacionais, haja vista que os Jogos Olímpicos, durante sua realização, paralisam todas as outras competições, salvo por aquelas promovidas por empresas privadas. Em outras palavras: Campeonato Brasileiro de Futebol, a NBA americana, o boxe… diversos esportes que contam com realizações próprias possuem pilares olímpicos, então é comum que atletas de cada um deles sejam recrutados, desfalcando exibições rotineiras. As novas datas, segundo o COI, parecem antecipar isso.

Sobre isso, as novas datas, porém, já trazem algum impacto: o Mundial de Atletismo, originalmente previsto para começar em 6 de agosto de 2021, foi adiado para 2022 — data definitiva ainda pendente. Vale citar, também, que julho de 2021 é o período de realização de várias competições muito populares: o campeonato europeu da UEFA, o Torneio de Wimbledon e a Copa das Nações na África, todos ocorrem nesse mesmo período. Suas respectivas organizações ainda não se manifestaram.

Uma outra questão preocupante para alguns era a qualificação de equipes e delegações. Com o adiamento, como fica o processo de elegibilidade de diversos países a competirem nas Olimpíadas de Tóquio? Segundo o COI, isso também não sofrerá dano: “Elas [as datas novas] concedem tempo suficiente para que o processo de qualificação seja terminado. As mesmas medidas planejadas para 2020 serão implementadas [em 2021]”. Apesar de serem realizados apenas no ano que vem, os Jogos Olímpicos de Tóquio ainda terão o “2020” no nome.

O mesmo vale para as paralimpíadas, que manterão o ano original em sua nomenclatura, mas agora ocorrerão entre os dias 24 de agosto de 5 de setembro de 2021.

Segundo o Bing COVID Tracker, o Japão vem apresentando um aumento relativamente padronizado de casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus: pelos dados de hoje de manhã, a nação contava com 1.388 confirmações ativas, 54 casos fatais e 424 casos recuperados. Entretanto, é importante ressaltar que, sem o adiamento das Olimpíadas em Tóquio, a capital do país receberia delegações internacionais de nações muito mais afetadas, como Itália, Espanha, EUA e Brasil.

Fonte: Deadline; Bing COVID Tracker (Japão)