É oficial: Olimpíada de 2020 é adiada em um ano por causa do coronavírus

Por Rafael Arbulu | 24 de Março de 2020 às 11h00
Shutterstock

Depois de ser objeto de inúmeras especulações e rumores, a Olimpíada de 2020 finalmente conta com um posicionamento oficial de seus organizadores: o evento esportivo será adiado em um ano, agora sendo realizado apenas em 2021, devido ao avanço contínuo do novo coronavírus (SARS-CoV-2) pelo mundo. O governo do Japão, país que sediará os jogos, e o Comitê Olímpico Internacional (COI) anunciaram a decisão feita em comum acordo nesta terça-feira (24) por videoconferência. A decisão também vale para os Jogos Paraolímpicos. Para ambos os casos, uma nova data ainda não foi determinada.

O primeiro-ministro Shinzo Abe informou, junto do presidente do COI, Thomas Bach, que a decisão foi tomada após o governo japonês afirmar que diversos países estavam se recusando a enviar suas delegações esportivas à Ásia, haja vista que a região foi não só a primeira, mas também uma das mais afetadas pelo novo coronavírus. Em comunicado pós-videoconferência, o COI afirmou que “os Jogos de Tóquio devem ser remarcados para uma data posterior a 2020, mas o mais tardar no verão de 2021, para proteger a saúde dos atletas, todos envolvidos nos Jogos Olímpicos e a comunidade internacional".

O primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, comunicou o adiamento dos Jogos Olímpicos de Tóquio em um ano, com nova data a ser definida para 2021 (Foto: Wang Zhao/Getty Images/AFP)

A entidade ainda disse que a tocha olímpica, que chegou à cidade de Tóquio na última semana, permanecerá na capital japonesa “como um símbolo de esperança” e também para confirmar que a cidade ainda será a sede dos jogos olímpicos e paraolímpicos, quando estes se realizarem em 2021. "Os líderes concordaram que os Jogos Olímpicos de Tóquio poderiam ser um farol de esperança para o mundo durante esses tempos difíceis e que a chama olímpica poderia se tornar a luz no fim do túnel em que o mundo se encontra atualmente. Portanto, foi acordado que a chama olímpica permanecerá no Japão. Também foi acordado que os Jogos manterão o nome de Jogos Olímpicos e Paralímpicos Tóquio 2020".

O primeiro-ministro Shinzo Abe, também via comunicado, informou à emissora de televisão japonesa NHK que o COI concordou “100%” com a decisão sugerida pelo governo do país, ressaltando sentir-se “aliviado” que o acordo foi tomado sem contestações por nenhuma das partes. Abe ainda ressaltou seu pedido ao COI de que todas as decisões pertinentes ao novo calendário — incluindo a nova data de realização das Olimpíadas e Paraolimpíadas — sejam tomadas “o mais rápido possível”.

Fonte: Politico

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.