Veja como a SpaceX treina astronautas para a primeira viagem à ISS

Por Wagner Wakka | 16 de Agosto de 2018 às 08h16
Tudo sobre

SpaceX

Saiba tudo sobre SpaceX

Ver mais

A SpaceX apresentou nesta quarta-feira (15) como pretende treinar os dois astronautas que devem fazer a primeira viagem de duas semanas até a Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês). A primeira missão, caso não haja mais nenhuma atraso, deve ocorrer em abril de 2019, quando a companhia pode receber certificação para iniciar oficialmente seu trabalho de transporte. Ou seja, nada pode falhar.

No início do mês, a NASA havia apresentado nove novos astronautas que fariam parte do Programa de Tripulações Comerciais. Eles serão divididos entre a CST-100 Starliner, da Boeing, e a Crew Dragon, da SpaceX. Para a empresa comandada por Elon Musk, foram selecionados dois integrantes para o primeiro teste: Doug Hurley e Bob Behnken.

A dupla já começou seu treinamento na SpaceX dentro da Crew Dragon, que os levará até a ISS no ano que vem. Para isso, a companhia preparou dois simuladores.

O primeiro tem como objetivo capacitar os astronautas para o sistema de controle do veículo. Para isso, há um espaço com poltronas e toda interface que os dois vão encontrar na Crew Dragon. Eles vão usar na viagem três telas sensíveis ao toque que basicamente funcionam para mostrar onde a espaçonave está localizada, bem como qual a movimentação do veículo.

Como o sistema é todo automatizado, com links e streaming com a base terrestre, há poucos botões que, de fato, eles precisam apertar. Assim, abaixo das telas aparecem apenas uma dúzia de botões mais relacionados à emergência, abaixo das três touchscreens. Vale lembrar que, caso tudo dê errado, ainda é possível controlar a Crew Dragon manualmente.

Também há uma alavanca de ejeção se os astronautas não tiverem outra alternativa a não ser se jogarem para fora da cápsula.

Dessa forma, é nesse simulador que eles devem aprender a se comportar e o que fazer para que a missão ocorra sem problema nenhum.

Contudo, as chances de que algo dê errado são grandes, o que leva o grupo para o segundo simulador. A SpaceX criou uma versão da Crew Dragon em simulação virtual, embora haja uma réplica do veículo com que os astronautas interagem.

Neste segundo espaço, eles começam a ter mais ideia de como resolver os principais problemas que a missão pode apresentar, desde controlar fogo ou resolver uma despressurização dentro da cabine. Ambos pilotos treinam dentro de um espaço idêntico ao veículo que os levará até a ISS, com cadeiras e janelas. Até mesmo a rotação, quantidade de luz e posição do Sol (criada por uma forte lâmpada na parte de fora) simula o ambiente externo do local.

Com isso, a expectativa é de que Hurley e Behnken passem os próximos meses estudando como chegar à ISS sãos e salvos com a criação da SpaceX e mostrem que é possível usar a empresa como parceiros nesta empreitada.

Junto da SpaceX, ainda, eles precisam treinar com a NASA todos os procedimentos que devem realizar na ISS para a agência nacional.

Fonte: The Verge

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.