Turismo espacial: Virgin Galactic adia primeiros voos para o início de 2021

Por Danielle Cassita | 04 de Agosto de 2020 às 17h45
Virgin Galatic

A Virgin Galactic acaba de anunciar mais um adiamento no início dos voos turísticos com o veículo orbital SpaceShipTwo. Agora, os primeiros voos deverão ocorrer somente no primeiro trimestre de 2021, e um deles contará com o dono da empresa, Sir Richard Branson, a bordo. Enquanto isso, a companhia pretende vender ações adicionais para arrecadar recursos.

A Virgin deve realizar mais dois testes de voo motorizados com o SpaceShipTwo na base Spaceport America, no Novo México. Um destes voos terá dois pilotos a bordo e cargas úteis para o programa Flight Opportunities, da NASA. Se tudo correr bem neste teste, um segundo voo será realizado com quatro especialistas a bordo na missão, além dos dois pilotos.

Os especialistas estarão lá para avaliar a performance da cabine e do hardware associado a ela, explica George Whitesides, CEO da empresa. “Considerando que tudo vai correr de acordo com o planejado com a tripulação completa neste voo, Sir Richard Branson voará no terceiro voo motorizado do Novo México”, explica ele. Assim, o voo com o empresário a bordo poderá realizado no primeiro trimestre de 2021, e deverá inaugurar o início do serviço comercial, que visa levar turistas para dar umas voltinhas ao redor da Terra.

(Imagem: Virgin Galactic)

O novo adiamento do cronograma ocorreu, em partes, devido às consequências causadas pela pandemia de COVID-19. Durante uma entrevista para o portal Space News, Whitesides explicou que a pandemia reduziu a força de trabalho envolvida no SpaceShipTwo, incluindo o planejamento para os testes de voos. “Os protocolos que tivemos que adotar limitaram o número de pessoas que podemos trazer para as instalações no Novo México e Mojave, e reduziram também o ritmo do nosso trabalho”, explica ele.

A pandemia também trouxe consequências para as vendas da empresa: foi necessário suspender temporariamente as ações da iniciativa One Small Step. Iniciada no começo do ano, essa campanha permitia que clientes fizessem depósitos de U$ 1.000 para serem os primeiros da fila da compra dos ingressos para os voos espaciais turísticos. A Virgin Galactic ainda não informou quando retomará as vendas de ingressos, tampouco o preço que será cobrado.

Fonte: Space News

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.