Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Tempestade solar forte pode atingir a Terra nesta sexta (10)

Por| Editado por Luciana Zaramela | 10 de Maio de 2024 às 10h54

Link copiado!

NASA / SDO
NASA / SDO

Uma tempestade geomagnética de intensidade rara deve acontecer no sábado (11). O Centro de Previsão do Clima Espacial, da Administração Nacional Oceânica e Atmosférica dos Estados Unidos, acaba de aumentar o alerta de tempestades para o nível G4, o segundo mais alto na escala. A mudança não surpreende, afinal, a atividade solar continua a todo vapor.

Muito da atividade do Sol na última semana veio da mancha AR3663, que disparou sozinha cinco erupções fortes e outras 20 de intensidade média. Já o grupo de manchas AR3664, que tem 15 vezes o tamanho da Terra, não ficou atrás, e também liberou explosões da classe X.

O Centro afirmou que é incomum ter alertas deste nível. No entanto, há pelo menos quatro ejeções de massa coronal (CME) vindo em direção à Terra; quando chegarem, provavelmente vão criar atividade geomagnética altamente elevada. 

Continua após a publicidade

Como o nome indica, as ejeções de massa coronal são erupções de material solar que podem causar tempestades geomagnéticas. Desta vez, as CMEs emitidas devem se fundir em uma única massa de partículas.

As ejeções vieram associadas a explosões em algumas manchas solares, e vieram de diferentes grupos de manchas. Agora, é possível que as partículas destes eventos afetem tanto o espaço quanto sistemas de comunicação em nosso planeta entre sexta (10) e sábado (11).

Ao emitir o alerta de nível G4, o NOAA sugere que podem acontecer problemas em redes elétricas. Ainda, satélites e sistemas de navegação por ondas de rádio em baixa frequência podem ser afetados. 

Não pense que os efeitos da tempestade geomagnética se restringem somente à eletricidade e ao funcionamento de sistemas que usamos na Terra. É possível que o evento cause também auroras boreais, que se ocorrerem, deve ser visíveis em parte dos Estados Unidos. 

Fonte: NOAA, Spaceweather