SpaceX lança novo lote de satélites Starlink, que já soma mais de 1.500 unidades

Por Wyllian Torres | Editado por Patrícia Gnipper | 05 de Maio de 2021 às 11h55
Reprodução/SpaceX

Na última terça-feira (4), a SpaceX lançou uma nova remessa de satélites Starlink para a órbita da Terra, a partir do Centro Espacial Kennedy, da NASA, na Flórida. A bordo do foguete Falcon 9, foram enviados mais 60 satélites para compor a megaconstelação da empresa — atingindo a marca de 1.565. Após lançar o novo lote de satélites, o lançador reutilizável pousou com sucesso no mar, marcando o 13º voo da empresa neste ano.

O foguete Falcon 9 da vez foi carinhosamente apelidado de Millenium Falcon, nome da espaçonave pilotada por Han Solo, em Star Wars — não por acaso, já que ontem também foi comemorado o Dia de Star Wars. Em apenas um minuto, a nave superou a velocidade do som, aproximadamente 1216 km/h. Cerca de nove minutos após a decolagem, o primeiro estágio do foguete pousou na plataforma chamada “Of Course I Still Love You”, neste que foi o 9º pouso de sucesso do lançador, utilizado pela primeira vez em setembro de 2018.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

A seguir, o momento em que o Falcon 9 parte para mais uma missão:

A SpaceX segue a todo vapor para alcançar sua meta de colocar 30.000 satélites Starlink a 440 km acima do solo, para montar sua megaconstelação de satélites de internet de alta velocidade. No entanto, até o momento, a Federal Communications Commission (FCC), órgão responsável por controlar as comunicações dos EUA, autorizou o envio de 12.000. A rede Starlink já está em fase de teste beta e, pelo site da empresa, é possível realizar a pré-compra do serviço, para quando ele estiver disponível em sua região.

Abaixo, você confere o retorno e pouso de sucesso do primeiro estágio do foguete:

A presidente da SpaceX, Gwynne Shotwell, disse que a empresa já tem um alcance global, mas ainda não há uma conectividade completa. “Esperamos que, após cerca de 28 lançamentos, tenhamos cobertura contínua em todo o mundo. E o plano depois disso é continuar a adicionar satélites para fornecer capacidade adicional”, acrescentou Shotwell. A empresa de Elon Musk tem planos de enviar uma nova remessa de satélites ainda em maio.

Fonte: Space.com, Spaceflight Now

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.