SpaceX lança mais 60 satélites Starlink; constelação já passa de 1.700 unidades

SpaceX lança mais 60 satélites Starlink; constelação já passa de 1.700 unidades

Por Danielle Cassita | Editado por Patrícia Gnipper | 26 de Maio de 2021 às 19h25
Reprodução/SpaceX

Nesta quarta-feira (26), a SpaceX lançou mais uma leva de satélites Starlink à órbita terrestre. Como de costume, o lançamento foi feito com um foguete Falcon 9, este que voou pela segunda vez, para levar 60 novos equipamentos ao espaço. Agora, eles se juntam às outras unidades lançadas em missões anteriores, formando uma constelação que já totaliza mais de 1.700 satélites.

Cerca de nove minutos após o lançamento, o primeiro estágio do foguete retornou para a Terra e pousou na embarcação "Just Read the Instructions". O propulsor B1063, que foi utilizado no lançamento de hoje, é um dos mais novos membros da família de foguetes que voam com frequência, e agora soma dois lançamentos e pousos em seu histórico.

Ele foi usado pela primeira vez no lançamento do satélite Sentinel-6 Michael Freilich, realizado por meio de uma parceria entre a NASA e a Agência Espacial Europeia. Além disso, esta missão foi a 119º lançada com um propulsor Falcon 9, e o 66º voo feito por um foguete reutilizado. Esta foi a quarta vez que a SpaceX lança mais um conjunto de satélites com um foguete Falcon 9 em apenas quatro semanas, e este ritmo acelerado de lançamentos deverá ser mantido até o mês que vem.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Na sequência, a SpaceX confirmou que os satélites foram implantados com sucesso na órbita do planeta.

Com esta missão, a SpaceX já conta com 1.737 satélites Starlink em órbita, um total que inclui satélites de testes. Contudo, vale lembrar que a empresa tem autorização oficial para expandir bastante este número, que deve chegar a 12 mil unidades em um futuro não muito distante. Este e outros lançamentos já feitos vêm formando a megaconstelação de satélites que, futuramente, fornecerá conexão de alta velocidade e baixa latência para usuários em todo o mundo, mesmo aqueles que moram em áreas rurais ou remotas.

Atualmente, o serviço ainda está na fase de testes beta e já tem usuários em regiões dos Estados Unidos, além do Canadá e Reino Unido.

Fonte: Space.com

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.