Sondas espaciais que estudam o Sol também fotografam o cometa NEOWISE; veja!

Sondas espaciais que estudam o Sol também fotografam o cometa NEOWISE; veja!

Por Daniele Cavalcante | 15 de Julho de 2020 às 18h40
Emmanuel Paoly

As fotos do cometa C/2020 F3 NEOWISE capturadas por astrofotógrafos várias partes do mundo são impressionantes, mas há outras imagens que também podem nos ensinar muito sobre esse visitante interplanetário - as fotos obtidas por câmeras a bordo de sondas espaciais. Elas estão em posição privilegiada, fora da atmosfera terrestre, e por isso podem revelar outros detalhes do cometa.

Uma dessas imagens do NEOWISE foi registrada pela Parker Solar Probe (que tem como missão principal estudar o Sol de pertinho). Ela mostra detalhes das caudas gêmeas saindo do cometa, uma feita de poeira e a outra de gás ionizado. Mas também podemos ver as imagens de duas outras naves espaciais, que também investigam o Sol e acompanharam o cometa.

Ambas as imagens abaixo foram registradas antes que o objeto passasse pelo periélio (o ponto de sua órbita em que ele fica mais próximo do Sol). A primeira delas veio da missão STEREO (Solar TErrestrial RElations Observatory), que conseguiu tirar uma foto em 24 de junho. Nela, o NEOWISE parece uma bola de fogo riscando o céu noturno.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

(Imagem: NASA/Johns Hopkins APL/Naval Research Lab/Parker Solar Probe/Guillermo Stenborg)

Enquanto isso, o Solar and Heliospheric Observatory (SOHO), uma sonda lançada pela NASA em conjunto com a Agência Espacial Europeia (ESA), acompanhava a jornada do NEOWISE em direção ao Sol, durante os dias 22 a 27 de junho. O SOHO carrega um instrumento a bordo chamado coronagraph, capaz de bloquear o disco de luz ofuscante do Sol, permitindo que os cientistas vejam a fina atmosfera externa da estrela.

Graças a este instrumento, a sonda consegue ver muito bem objetos que se aproximam do Sol, e acabou se tornando um excelente caçador de cometas - ela recentemente atingiu a marca dos 4.000 novos cometas descobertos no Sistema Solar. O vídeo abaixo revela como a SOHO acompanhou a trajetória do cometa, enquanto a luz do Sol é bloqueada pelo coronagraph.

A passagem do C/2020 F3 (NEOWISE) - nome oficial do cometa - é um grande evento astronômico, já que ele só dá as caras por aqui a cada 6.765 anos. Por isso, vê-lo pessoalmente e ao vivo é uma experiência única, e nós, brasileiros, teremos uma oportunidade em breve. A partir do 23, ele começará a ficar visível nos estados mais ao norte do país e, em seguida, poderá ser visto nas demais regiões, até o dia 26. Se você não quer perder a oportunidade, confira como ver o NEOWISE em sua cidade.

Fonte: Space.com

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.