SAIU O RESULTADO DO SORTEIO DO PRÊMIO CANALTECH!CONFERIR
Publicidade

Será que a Via Láctea tem dois buracos negros em seu núcleo?

Por| Editado por Patricia Gnipper | 04 de Agosto de 2023 às 09h17

Link copiado!

NASA/JPL-Caltech/R. Hurt (SSC/Caltech)
NASA/JPL-Caltech/R. Hurt (SSC/Caltech)

No centro da Via Láctea, há um buraco negro supermassivo chamado Sagittarius A*, com massa de aproximadamente 4 milhões de sóis. Mas será que existe algum outro próximo a ele? Um novo estudo buscou a resposta e não encontrou nada, mas ajudou a determinar a possível massa caso um buraco negro mediano esteja escondido por lá.

Os cientistas já sabem que o Sagittarius A* não tem buracos negros supermassivos como vizinhos, tampouco buracos negros estelares, formados pelo colapso de uma estrela no fim de sua vida. Entretanto, ainda não havia estudos procurando por buracos negros de massa intermediária, nome dado àqueles que têm entre 100 e alguns milhares de massas solares.

Considerados o elo perdido da evolução dos supermassivos, esses objetos de massa intermediária são difíceis de encontrar, embora possam ser mais comuns do que se imagina. Alguns candidatos já foram encontrados por telescópios como James Webb e Hubble, mas ainda aguardam a confirmação de que são mesmo buracos negros de massa intermediária.

Continua após a publicidade

Para sondar os arredores do Sagittarius A*, os autores do estudo — que inclui a vencedora do prêmio Nobel da Física, por provar a existência deste buraco negro — usaram a órbita da estrela chamada S2. Como ela tem órbita muito próxima ao objeto supermassivo, seu trajeto poderia revelar se há alguma outra coisa de massa considerável por lá.

Em outras palavras, a presença de outro buraco negro perto do Sagittarius A* perturbaria a órbita da S2, principalmente se for um intermediário e, mais ainda, se for um supermassivo. A vantagem dessa abordagem é que essa estrela completa uma volta ao redor do Sagittarius A* a cada 16 anos e os astrônomos já têm mais de duas décadas de dados observacionais sobre ele.

Apesar de não terem encontrado evidências de perturbações gravitacionais na órbita da estrela S2, os pesquisadores acham que o buraco negro intermediário ainda poderia existir ali. Assim, eles determinaram algumas restrições:

Continua após a publicidade

Se o suposto buraco negro intermediário orbitar o Sagittarius A* além da órbita da S2, sua massa seria entre 1.000 e 10.000 sóis. Se ele estiver mais perto do Sagittarius A* do que da estrela, ele vai ter até 400 massas solares, não mais que isso.

Os resultados foram publicados em pré-impressão no arXiv.org e aguardam revisão de pares.

Fonte: arXiv.org; via: Space.com