SAIU O RESULTADO DO SORTEIO DO PRÊMIO CANALTECH!CONFERIR
Publicidade

Satélite da Rússia se aproxima de objeto na órbita da Terra

Por| Editado por Patricia Gnipper | 24 de Outubro de 2023 às 12h01

Link copiado!

goinyk/Envato
goinyk/Envato

Um satélite Luch (Olymp) 2, da Rússia, acaba de se aproximar de outro na órbita da Terra. Segundo dados da startup Slingshot Aerospace, o dispositivo fez várias aproximações de outros satélites, até que ficou a 60 km de um outro na órbita geoestacionária (GEO).

Lançado em março de 2023, o satélite Luch (Olymp) 2 é um sucessor do Luch (Olymp). Este, por sua vez, foi lançado pela Rússia em 2014, e já realizou uma série de manobras que o levou para perto de satélites de outros países.

A nova ocorrência indica que o Luch (Olymp) 2 também está realizando aproximações semelhantes. A Slingshot Aerospace usa algoritmos e uma inteligência artificial para monitorar satélites, que revelaram que o satélite russo iniciou uma nova manobra.

Continua após a publicidade

Ele havia feito várias aproximações de outros satélites, mas no início de outubro, desacelerou e pareceu ter parado a 60 km daquele na GEO. Segundo uma publicação da empresa, as manobras do novo satélite russo lembram o comportamento de seu antecessor, sugerindo que talvez ele esteja continuando o trabalho do Luch (Olymp).

Esta não é a primeira vez em que satélites russos se aproximam de outros. Basta lembrar que, em 2020, os satélites Cosmos-2542 e 2543 ficaram bem próximos do KH-11, um satélite de vigilância militar dos Estados Unidos. Na ocasião, o comandante do Comando Espacial norte-americano John Raymond descreveu o comportamento deles como "incomum e perturbador".

Continua após a publicidade

No ano seguinte, a Rússia testou uma arma antissatélite em um de seus próprios dispositivos. O procedimento gerou uma nuvem de detritos perigosos e recebeu críticas da comunidade internacional, já que os fragmentos são perigosos para outros objetos em órbita.

Fonte: Slingshot Aerospace