Próximo lander a pousar na Lua desde a era Apollo deverá ser lançado em 2021

Próximo lander a pousar na Lua desde a era Apollo deverá ser lançado em 2021

Por Danielle Cassita | 08 de Outubro de 2020 às 17h45
Astrobotic Technology

O tão aguardado retorno da NASA à superfície lunar será realizado pelo lander robótico Peregrine, produzido pela Astrobotic Technology, e já tem data para acontecer. O lançamento deverá ocorrer no início de 2021 com um foguete Vulcan, quase 50 anos após o fim das missões Apollo, e contará com cargas úteis e experimentos científicos. Isso preparará o caminho para que os novos astronautas pousem por lá a partir de 2024.

O projeto do lander recebeu apoio da NASA e, de acordo com Sharad Bhaskaran, diretor comercial de missão da Astrobotic Technology, se tornará a primeira missão privada e comercial a ir para a Lua. Além disso, a missão Peregrine terá papel importante para a preparação do pouso tripulado do programa Artemis. “Estamos tentando ser os primeiros a pousar uma nave estadunidense na Lua desde o programa Apollo”, disse. “Em alguns anos, queremos lançar o Peregrine uma vez por ano ou uma vez a cada 18 meses”.

Se tudo correr bem, esta deverá ser a primeira missão dos EUA na Lua desde a era Apollo (Imagem: Reprodução/Juhasz Imre/Pexels)

Hoje, a Astrobotic tem um contrato fixo com a NASA no valor de U$ 79,5 milhões para essa primeira missão, que levará 11 experimentos ou cargas úteis para a NASA. Estes experimentos irão analisar as rochas e poeira da superfície lunar, e testarão sensores importantes para direcionar a seleção do local de pouso. Junto, haverá itens de outras 15 empresas, que serão levadas para organizações como a Canadensys Aerospace e Carnegie Mellon.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

A Astrobotic quer lançar o lander com o foguete Vulcan, da United Launch Alliance. O Centaur, o segundo estágio do veículo, será responsável por “empurrar” o lander à Lua. Atualmente, o foguete segue em desenvolvimento e deverá estar pronto para uso no início de 2021. Dependendo da data de lançamento da missão, a viagem poderia levar até 45 dias — isso sem mencionar a necessidade de o pouso ocorrer no início de um dia lunar, já que os sistemas do lander precisam da luz do Sol para funcionarem. O Peregrine deverá ter um sistema de propulsão que usa cinco motores alimentados por propelente de hidrazina líquida, e seus sistemas poderão ser utilizados ao longo do dia lunar. Bhaskaran comentou que eles poderão manobrar cada rover dentro da própria nave, e irão liberar um por vez na lua.

Depois da missão Peregrine, a NASA ainda tem uma série de landers robóticos e rovers que irão para a Lua, todos escolhidos com base em licitações. Entre eles, está o rover VIPER, que irá procurar água congelada perto do local de pouso escolhido pela NASA na região do polo sul lunar ao final de 2023. “Como temos outros clientes, essas missões custam bem menos para a NASA, e são pelo menos 10 vezes mais barata que qualquer outra missão lunar que a NASA já tenha planejado”, finalizou Bhaskaran.

Fonte: MoonDaily, Reuters

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.