OSIRIS-REx: NASA transmitirá ao vivo pouso de sonda no asteroide Bennu

Por Daniele Cavalcante | 15 de Outubro de 2020 às 17h45
NASA/Goddard/University of Arizona
Tudo sobre

NASA

Saiba tudo sobre NASA

Ver mais

Pousar uma nave robótica em um asteroide pode não parecer tão emocionante quanto pousar seres humanos na Lua, mas a missão OSIRIS-REx, que coletará amostras do asteroide Bennu, é tão importante para a NASA que haverá uma cobertura ao vivo. O evento começará no dia 19 de outubro, com encerramento no dia 21.

Durante esse período, a NASA vai cobrir a descida da nave espacial rumo à superfície do asteroide para realizar a manobra TAG, sigla para “Touch-And-Go”. O nome, que pode ser traduzido livremente para “Tocar-e-sair”, é devido ao tipo de manobra que a OSIRIS-REx executará para pegar as amostras — ela não pousará de fato no Bennu, mas tocará na superfície rochosa com um braço mecânico por apenas alguns segundos. Isso acontecerá no dia 20, e logo depois a nave voará de volta para a órbita do asteroide.

Esse momento de coleta é o mais complexo e delicado, por isso precisará ser executado com perfeição. Um mecanismo a bordo da OSIRIS-REx tocará a superfície de Bennu por aproximadamente cinco segundos, disparará uma carga de nitrogênio pressurizado para perturbar a superfície e coletará uma amostra antes que a sonda se afaste. Essa tentativa poderá ser realizada três vezes. Se a sonda coletar com sucesso uma amostra no dia 20 de outubro, não será necessário nenhuma outra tentativa. A coleta será no local chamado Nightingale, que fica em uma cratera e tem cerca de 16 metros de largura.

Se você não quiser acompanhar todo o evento, há algumas transmissões que são mais importantes. A principal delas é cobertura do evento TAG na terça-feira (20), às 14h:20 (horário de Brasília), que falará sobre a descida da nave, gerenciada pela Lockheed Martin Space, incluindo uma animação que mostrará as atividades da sonda em tempo real. Essa animação começa com o giro da espaçonave para que ela fique na posição de executar a manobra que vai tirá-la da órbita do asteroide, e continuará durante todos os processos antes e durante a coleta. Por fim, mostrará os movimentos da OSIRIS-REx no momento em que ela deixar a superfície do Bennu.

Antes disso, na segunda-feira (19), a agência espacial falará sobre a missão e sobre a ciência que os pesquisadores fazem através dos asteroides. Também haverá uma conferência com cientistas da área, incluindo especialistas em defesa planetária, para falar sobre os perigos que asteroides como o Bennu representam à Terra. O Bennu é considerado um objeto próximo do nosso planeta e pode ser que ele ofereça um perigo real no final do próximo século. Ainda na segunda-feira, haverá uma transmissão com engenheiros e cientistas da missão OSIRIS-REx.

Essa será a primeira vez que a NASA pousará uma sonda em um asteroide para buscar amostras de materiais, por isso há tanto entusiasmo. Você pode conferir a lista completa de atividades durante a cobertura do evento TAG no site da NASA. Após realizar a coleta das amostras, a nave OSIRIS-REx deixará o Bennu. Em 2021, ela começará sua viagem de volta à Terra, e deverá chegar por aqui no dia 24 de setembro de 2023.

A OSIRIS-REx entrou na órbita do objeto de 500 metros de diâmetro na virada de 2019 e as amostras coletadas ajudarão os cientistas a entender melhor a formação do Sistema Solar.

Fonte: NASA

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.