Sonda OSIRIS-REx já tem data marcada para coletar amostras do asteroide Bennu

Por Daniele Cavalcante | 25 de Maio de 2020 às 18h35
NASA
Tudo sobre

NASA

Saiba tudo sobre NASA

Ver mais

A NASA anunciou oficialmente a data em que a sonda OSIRIS-REx tentará, pela primeira vez, coletar amostras do asteroide Bennu. No dia 20 de outubro, a nave tocará a superfície da rocha espacial e pegará alguns detritos para trazer à Terra, onde serão submetidos a análises em laboratórios. Se fracassar nessa tentativa, ainda poderá realizar a coleta em duas outras oportunidades.

Inicialmente, a NASA pretendia realizar a primeira tentativa de TAG (sigla em para Touch-and-Go, que é o método que a sonda utilizará para tocar o asteroide e voar de volta ao espaço, sem pousar de fato) no dia 25 de agosto, após concluir um segundo ensaio em junho. Este ensaio de junho foi adiado para 11 de agosto por causa das medidas no combate à doença COVID-19, causada pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2). Por isso o TAG foi adiado para outubro.

De acordo com a NASA, é preciso tempo significativo para preparar tanto o ensaio quanto a missão TAG em si. Rich Burns, gerente de projeto da OSIRIS-REx, explicou que a equipe incluiu “uma margem robusta” no cronograma a fim de fornecer maior flexibilidade para enfrentar “desafios inesperados”. Assim, eles puderam se adaptar às “surpresas que o Bennu nos ofereceu”, disse ele, completando que “agora é hora de priorizar a saúde e a segurança dos membros da equipe e da espaçonave”.

Ilustração da sonda OSIRIS-REx se aproximando da superfície do asteroide Bennu (Imagem: NASA/Goddard/University of Arizona)

O ensaio de agosto levará a sonda a realizar as três primeiras manobras necessárias para a coleta de amostras. Só que a nave fará isso a uma altitude aproximada de 40 m sobre a superfície de Bennu, para não correr o risco de sofrer algum acidente enquanto a equipe verifica se as manobras podem ser realizadas corretamente. Se tudo der certo, no dia 20 de outubro a OSIRIS-REx descerá à superfície de Bennu e coletará o material na região chamada Nightingale.

Durante essa manobra de coleta, um mecanismo a bordo da OSIRIS-REx tocará a superfície de Bennu por aproximadamente cinco segundos, disparará uma carga de nitrogênio pressurizado para perturbar a superfície e coletará uma amostra antes que a sonda se afaste. Essa tentativa poderá ser realizada três vezes. Se a sonda coletar com sucesso uma amostra em 20 de outubro, não será necessário nenhuma outra tentativa; assim, a missão poderá deixar Bennu em meados de 2021 chegar à Terra em 24 de setembro de 2023.

Fonte: NASA

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.