Observatório histórico resiste a incêndio devastador nos EUA; amador é destruído

Por Daniele Cavalcante | 18 de Setembro de 2020 às 21h30
Mount Wilson Observatory

Um observatório histórico sobreviveu ao terceiro e maior incêndio das últimas quatro semanas que se alastrou pela costa oeste dos Estados Unidos. As chamas se espalharam por mais de 60.557 acres e ameaçaram o Observatório Mount Wilson, de 116 anos, no sul da Califórnia, e está apenas 15% contido, de acordo com o Incident Information System nesta sexta-feira (18).

O incêndio conhecido como Bobcat começou em 6 de setembro, perto da Represa Cogswell na Floresta Nacional de Angeles, se espalhando pela costa oeste desde então. Embora parte dele esteja contida e o Observatório Mount Wilson esteja seguro por enquanto, as chamas ainda são uma ameaça e já causaram danos irreparáveis a outro observatório da região.

Observatório Mount Wilson resistiu

(Imagem: Reprodução/Mount Wilson Observatory)

Esta instalação conta com um telescópio refletor de 1,5 metro de diâmetro e um refletor Hooker de 2 metros e meio, e tem sido de grande importância para a astronomia. Ele foi projetado e fundado por George Ellery Hale, e está localizado em uma região ideal para observações astronômicas e interferometria. Seu telescópio é um dos mais produtivos e bem sucedidos para a astronomia.

A equipe do local, entretanto, teve que ficar em estado de alerta devido ao incêndio desde o início. Na noite de quinta-feira (17), as imagens que apareceram nas webcams do Mount Wilson mostraram a fumaça tomando conta do lugar, levantando ainda mais preocupação. De acordo com Thomas Meneghini, diretor executivo do observatório, o Bobcat poderia dizimar por completo a floresta ao redor da instalação.

Em uma postagem no Twitter, o observatório anunciou que havia sido evacuado, e em outra publicação na rede social as autoridades responsáveis por lidar com a situação disseram que “o #BobcatFire está a 150 m do Observatório Mount Wilson e as equipes estão no local prontas para combater o incêndio”.

Além do observatório, o fogo também ameaça comunidades localizadas naqueles morros, além de antenas de estações de rádio e televisão, estimados em US$ 1 bilhão.

Para tranquilizar a população, o observatório publicou na tarde desta sexta-feira no Twitter: "Estamos protegidos do #BobcatFire graças aos esforços heróicos dos bombeiros de várias agências. A batalha ainda não acabou".

Observatório Hidden Hill foi destruído

Já o observatório amador Hidden Hill não teve a mesma sorte. Ele era o principal local de observação de um clube de astronomia de Livermore, Califórnia, e foi destruído pelos incêndios conhecidos por SCU Lightning Complex. Trata-se de uma série de queimadas que atinge os condados de Santa Clara, Alameda, Contra Costa, San Joaquin, Merced e Stanislaus.

Construído em 1983, o observatório é fruto de um trabalho dedicado dos membros fundadores do clube Tri-Valley Stargazers. Eles adquiriram uma propriedade e construíram a instalação, doando-a para o clube em seguida. Outros membros fundadores construíram o primeiro telescópio do local, um Coulter de 44 cm.

(Imagem: Reprodução/Jannette Bennett)

Em 1998 o clube nomeou o local como Observatório Hidden Hill, ou H2O, e desde então ele foi usado para eventos de observação, pesquisa, astrofotografia e divulgação científica por toda a comunidade.

No dia 19 de agosto, o incêndio varreu a área e destruiu o prédio. Felizmente, os proprietários conseguiram sair com segurança e seus lares não foram afetados pelas chamas. Entretanto, todos os equipamentos, telescópios, lentes e componentes eletrônicos do observatório se perderam para sempre. Um único sobrevivente do local permaneceu de pé: a pequena cúpula do observatório, que pode ser reutilizada caso o Tri-Valley Stargazers decida reconstruí-lo.

Fonte: Mount Wilson Observatory/Twitter, Sky & Telescope, Space.com, Incident Information System

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.