Publicidade

NASA quer criar nave que ajudará em "fim seguro" da ISS

Por| Editado por Patricia Gnipper | 14 de Março de 2023 às 14h19

Link copiado!

Oleg Novitskiy/Roscosmos
Oleg Novitskiy/Roscosmos
Tudo sobre NASA

A NASA quer criar uma nave que levará a Estação Espacial Internacional (ISS) para uma destruição controlada na atmosfera da Terra quando o momento chegar. A informação foi revelada pela Casa Branca na quinta-feira (9) por meio da divulgação da solicitação orçamentária para 2024. A agência espacial pediu US$ 24,2 bilhões, sendo que US$ 180 milhões serão destinados ao novo veículo espacial.

Segundo Bill Nelson, administrador da NASA, a ISS deve chegar ao fim de suas operações no início da próxima década, e será gradualmente substituída por estações comerciais. Quando isso acontecer, o laboratório orbital realizará uma reentrada segura com a ajuda dos propulsores das naves russas Progress. Assim, a ideia da NASA é que a futura nave complemente as capacidades de desórbita já existentes, fornecidas pelos parceiros do programa da estação.

Segundo a agência espacial, a soma será usada para o desenvolvimento inicial do “rebocador”, que poderá desorbitar a estação em segurança após o fim de suas atividades operacionais. Já nesta segunda-feira (13), a diretora de voos espaciais tripulados na NASA Kathy Lueders retomou o assunto durante uma coletiva de imprensa e afirmou que o valor ainda é preliminar, mas que permite um início para o projeto.

Continua após a publicidade

“Também estamos desenvolvendo esta capacidade dos Estados Unidos para ter redundância e poder ajudar melhor o veículo-alvo e o retorno seguro dele, especialmente enquanto adicionamos novos módulos”, acrescentou ela. “E, como vocês viram no ano passado e neste, ter estas redundâncias tem sido muito, muito importante para nós e nossos parceiros”, acrescentou.

Em sua fala, ela pode ter se referido aos vazamentos ocorridos nas naves espaciais da Rússia. O primeiro deles foi observado em uma nave Soyuz, que perdeu todo seu composto refrigerante em dezembro. Já em fevereiro, uma nave cargueira Progress apresentou um vazamento semelhante.

A nave é apenas um dos novos projetos para a nova proposta de orçamento. De forma geral, ela segue focada em iniciativas de ciência, exploração e tecnologia, e servirá também para apoiar a missão ExoMars, da Agência Espacial Europeia, por meio do fornecimento de componentes como propulsores, unidades de aquecimento radioativo e serviços de lançamento.

Continua após a publicidade
O Canaltech está no WhatsApp!Entre no canal e acompanhe notícias e dicas de tecnologia

Fonte: Via: Space.com