Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

NASA divulga fotos que unem dados dos telescópios James Webb, Hubble e mais

Por| Editado por Patricia Gnipper | 18 de Setembro de 2023 às 17h38

Link copiado!

NASA/CXC/UMass/Q.D. Wang/SAO/N. Wolk
NASA/CXC/UMass/Q.D. Wang/SAO/N. Wolk

A NASA publicou novas fotos de objetos no espaço, que combinam dados de alguns dos telescópios mais poderosos do mundo, como o James Webb. Estes instrumentos observaram raios X, infravermelho e outros comprimentos de onda invisíveis aos olhos humanos, que receberam cores perceptíveis por nós para explorarmos os resultados.

Nossos olhos conseguem observar somente a chamada luz visível, uma pequena porção do espectro eletromagnético. Por outro lado, o Webb, Chandra, Hubble e Spitzer são telescópios criados para capturar a radiação que não conseguiríamos ver, vinda de regiões distantes do espaço.

As observações deles aparecem neste novo grupo de imagens, que traz desde remanescentes de supernova até galáxias, incluindo a nossa.

Continua após a publicidade

Confira:

Centro da Via Láctea

O centro da nossa galáxia fica a cerca de 26 mil anos-luz de nós e abriga o buraco negro supermassivo Sagittarius A*. Você pode visitá-lo nesta foto, capturada pelo telescópio Chandra.

Continua após a publicidade

O formato dela é resultado da nossa perspectiva, que mostra a estrutura do centro a partir de observações feitas de dentro da galáxia. Os dados do Chandra aparecem em tons de laranja, verde e roxo.

Remanescente da supernova de Kepler

O remanescente da supernova de Kepler é o que restou de uma estrela anã branca, que sofreu uma explosão termonuclear.

Continua após a publicidade

Em azul, estão os dados do telescópio Chandra, que mostram a onda da explosão. Já os detritos da estrela destruída estão em vermelho, azul e amarelo, em dados capturados pelos telescópios Spitzer e Hubble, respectivamente.

Galáxia ESO 137-001

A próxima foto nos traz a galáxia ESO 137-001. Ela está viajando pelo espaço e, enquanto isso, deixa para trás duas caudas de gás superaquecido.

Continua após a publicidade

O gás foi registrado pelo telescópio Chandra em tons azulados. O Very Large Telescope, do Observatório Europeu do Sul, registrou em vermelho a luz dos átomos de hidrogênio.

Por fim, os dados do telescópio espacial Hubble aparecem em laranja e azul.

NGC 1365

A galáxia NGC 1365, do tipo espiral, tem em seu interior um buraco negro se alimentando de um fluxo estável de matéria. Os tons de roxo na foto abaixo indicam gás quente, que vai se tornar uma refeição do buraco negro.

Continua após a publicidade

As áreas em vermelho, verde e azul indicam dados do infravermelho, obtidos pelo telescópio James Webb.

Pulsar da Vela

A última imagem é uma combinação das observações dos telescópios IXPE, Chandra e Hubble.

Continua após a publicidade

Juntos, eles ajudaram os cientistas a entender melhor o remanescente da supernova Vela, que colapsou e liberou uma verdadeira tempestade de partículas e energia ao espaço.

Fonte: NASA