NASA confirma: SpaceX vai lançar missão Crew-2 à ISS no final de abril

Por Danielle Cassita | 02 de Março de 2021 às 13h10
Reprodução/SpaceX

Segundo informações dos oficiais da NASA, fornecidas durante uma conferência realizada nesta segunda-feira (1º), está tudo preparado para o lançamento da missão Crew-2, que será a segunda missão tripulada operacional feita entre a SpaceX e a NASA. É estimado que o lançamento ocorra a partir do dia 20 de abril com a nave Crew Dragon, que irá levar quatro astronautas à Estação Espacial Internacional (ISS).

Pode haver alguma mudança curta no cronograma, porque, segundo Steve Stitch, gerente do Commercial Crew Program, o lançamento pode acontecer alguns dias antes ou depois para a “otimização das mecânicas orbitais e oportunidades de lançamento”, disse. É que a NASA está tentando encaixar o lançamento em uma janela que se abre durante abril, com o retorno da nave russa Soyuz MS-17, junto de uma breve restrição das atividades na ISS em maio, devido à incidência da luz solar.

Além disso, o cronograma também precisa acomodar de algum jeito o retorno da tripulação da Crew-1 com a Crew Dragon, que segue acoplada à estação, e a ideia é que a nave retorne para a Terra até 9 de maio para aproveitar as melhores condições de pouso. Felizmente, o problema ocorrido com o propulsor do foguete Falcon 9 recentemente não parece ter impactado os planos: “todos estão no ritmo e prontos para a data de lançamento de 20 de abril”, disse Benji Reed, diretor sênior de programas de voos espaciais tripulados na SpaceX.

Da esquerda para a direita, os tripulantes Megan McArthur, Shane Kimbrough, Akihiko Hoshide e Thomas Pesquet (Imagem: Reprodução/NASA)

A missão Crew-2 terá a tripulação composta pela piloto Megan e pelo comandante McArthur Shane Kimbrough, astronautas da NASA, junto de Akihiko Hoshide, astronauta da agência espacial japonesa JAXA, e Thomas Pesquet, da Agência Espacial Europeia (ESA), ambos servindo como especialistas de missão. O quarteto vai passar uma estadia de pouco mais de seis meses de duração a bordo da ISS, e a nave vai transportar também 200 kg de cargas, que vão dar suporte à ciência e tecnologia desenvolvidas no laboratório.

Kathy Lueders, administradora associada da diretoria de exploração humana e operações de missão na NASA, disse, em relação à inclusão dos astronautas da ESA e da JAXA, que este voo é um exemplo da parceria internacional realizada pela agência espacial: “esta missão mostra como continuamos avançando nos voos espaciais tripulados com o que fazemos todos os dias, e como isso nos leva a não apenas a grandes feitos na estação, como também nos programas de exploração espacial que estão avançando”. Essa será a terceira vez em que a cápsula Crew Dragon transporta astronautas, e a primeira em que é reutilizada.

A nave foi usada durante a missão Demo-2 no ano passado, que levou os astronautas Doug Hurley e Bob Behnken para passar dois meses na ISS. Assim, a NASA e a SpaceX iniciaram um processo de manutenção que durou alguns meses, para deixá-la pronta para o próximo voo e substituir componentes necessários para garantir a segurança da tripulação. Reed comentou que algumas válvulas e partes do sistema de proteção térmica foram substituídos, além dos paraquedas, que sempre são trocados depois de cada voo: “é realmente o mesmo veículo, cuidadosamente inspecionado, preparado e renovado conforme a necessidade e pronto para voar”.

Fonte: SpaceNews, Space.com

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.