Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Lixo espacial: parte de nave da SpaceX pode ter caído na Terra

Por| Editado por Luciana Zaramela | 16 de Maio de 2024 às 12h33

Link copiado!

ESA-D. Ducros
ESA-D. Ducros

O fazendeiro Barry Sawchuk encontrou um objeto de metal queimado pesando cerca de 40 kg em sua propriedade na área rural de Saskatchewan, no Canadá, no fim de abril. Acostumado a remover rochas e ervas daninhas da fazenda, Sawchuk ficou surpreso ao encontrar o item — mas, para astrônomos da Universidade de Regina e da Universidade de Harvard, não há mistério: eles acreditam se tratar de lixo espacial. 

Segundo informações dele à emissora CBC, o item foi descoberto quando Sawchuk estava dirigindo pela propriedade com seu filho. “Encontramos este objeto, e pensamos originalmente que era lixo”, relatou. 

Ele acrescentou que o objeto tinha várias camadas de fibras compostas carbonizadas, que o fizeram suspeitar de se tratar de lixo espacial. "Mas eu não fazia ideia. Eu não construo naves espaciais para viver, eu planto.", acrescentou. 

Continua após a publicidade

"Isso definitivamente é lixo espacial", comentou Samantha Lawler, professora de astronomia na Universidade de Regina. Felizmente, o objeto não atingiu ninguém durante sua queda. "Se isso tivesse acontecido no meio da [cidade de] Regina ou, sim, na cidade de Nova York, poderia facilmente ter matado alguém.”, alertou Lawler.

Não é só ela que acredita se tratar de lixo espacial. Jonathan McDowell, astrofísico da Universidade de Harvard, destacou em uma publicação no X, o antigo Twitter, que a descoberta do objeto pode estar relacionada à espaçonave Crew Dragon, da SpaceX, que em fevereiro trouxe da Estação Espacial Internacional astronautas que estavam por lá. 

Agora, Sawchuk planeja vender o objeto e quer usar o valor obtido para a construção de um rinque de hóquei na cidade de Ituna, em Saskatchewan. “Foi ali que eu nasci e fui criado, então por que não?”, finalizou.

Queda de lixo espacial

Os componentes das espaçonaves são criados para serem queimados durante a reentrada na atmosfera da Terra, mas pode acontecer de resistirem à viagem e chegarem ao solo. Mesmo nestes casos, é mais provável que os objetos caiam em algum dos oceanos do nosso planeta. 

Mas, às vezes, acontecem situações parecidas com aquela que Sawchuk experimentou. Esta não é a primeira vez que um componente de um veículo espacial da SpaceX é encontrado em uma propriedade — em junho de 2022, por exemplo, um objeto metálico foi identificado no sul do Paraná. Segundo análises da Agência Espacial Brasileira, o item misterioso poderia ser parte de um foguete Falcon 9, da SpaceX.

Continua após a publicidade

Fonte: Global News, CBC, CTVNews