Há 60 anos, Alan Shepard se tornava o primeiro norte-americano a ir ao espaço

Há 60 anos, Alan Shepard se tornava o primeiro norte-americano a ir ao espaço

Por Danielle Cassita | Editado por Patrícia Gnipper | 05 de Maio de 2021 às 12h30
Reprodução/NASA

Em 5 de maio de 1961, Alan Shepard, astronauta da NASA, se tornou o primeiro norte-americano a ir para o espaço. O voo, que durou aproximadamente 15 minutos, marcou Shepard na história como a segunda pessoa a realizar um voo espacial — o título de primeiro homem a ir ao espaço ficou com o cosmonauta Yuri Gagarin, que havia voado três semanas antes.

O início da década de 1950 foi marcado pela Guerra Fria, conflito protagonizado pela antiga União Soviética e os Estados Unidos para disputar a hegemonia política e econômica do mundo. Já em 1961, as duas nações rivais se envolveram na Corrida Espacial, em que disputavam de quem seriam as primeiras conquistas do espaço — e a largada foi dada pelos soviéticos, que lançaram com sucesso o Sputnik-1, o primeiro satélite artificial inserido na órbita da Terra. Já em 1957, a URSS levou a cachorrinha Laika para o espaço.

Com os avanços soviéticos, os Estados Unidos temeram a possibilidade de não serem os primeiros a levar um ser humano ao espaço. Então, o país criou a NASA para assumir a dianteira do primeiro programa espacial do país. A agência espacial recém-criada anunciou o Projeto Mercury em 1958 para levar os primeiros astronautas ao espaço e, entre os objetivos principais do programa, estava o lançamento de uma nave tripulada para um voo orbital, analisando como o corpo humano se saía no ambiente espacial e, depois, recuperando o veículo e seu tripulante em segurança.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

A insígnia do Projeto Mercury (Imagem: Reprodução/NASA)

O primeiro grupo de astronautas do programa, conhecido como Mercury 7, foi selecionado no ano seguinte. Os astronautas Alan Shepard, M. Scott Carpenter, L. Gordon Cooper, John H. Glenn, Virgil I. “Gus” Grissom, Walter M. Schirra, Alan B. Shepard e Donald K. “Deke” Slayton passaram por um treinamento intenso para a missão — mas, paralelamente, a URSS já tinha uma equipe de 20 cosmonautas se preparando para o mesmo objetivo. No fim, os soviéticos venceram a corrida espacial com o voo de Yuri Gagarin, que completou uma órbita em torno da Terra a bordo da cápsula Vostok em 12 de abril de 1961.

Contudo, os Estados Unidos não ficaram atrás por muito tempo: Alan Shepard realizou seu voo suborbital em 5 de maio de 1961, tornando-se o primeiro norte-americano a ir para a órbita. O programa teve seis voos, e Gus Grissom se tornou o segundo astronauta dos EUA a ir para o espaço. O Projeto Mercury trouxe lições valiosas para a NASA, que aproveitou a experiência para o programa Gemini, que serviu como uma preparação para levar os primeiros astronautas para a Lua com o Programa Apollo.

Quem foi o primeiro norte-americano no espaço

Alan Shepard nasceu em 18 de novembro de 1923 e trabalhou em um navio durante a Segunda Guerra Mundial. Ao fim do conflito bélico, ele retomou os estudos e se tornou piloto de testes para experimentar aviões e, assim, garantir a segurança das aeronaves. Foi em abril de 1959 que ele e os outros seis homens foram escolhidos para o primeiro grupo de astronautas da NASA.

Os membros do Mercury 7 treinaram intensamente até receberem a notícia de que Shepard iria voar na primeira missão suborbital, enquanto Grissom iria para a segunda — mas, por outro lado, a NASA revelou para o público que somente um dos três membros iria participar do primeiro voo, sendo que o tripulante propriamente dito seria anunciado somente um pouco antes do lançamento.

Levar um humano para fora do planeta não seria nada fácil. Cautelosa, a NASA decidiu levar, primeiro, o chimpanzé Ham em uma missão suborbital, tanto para testar o foguete e a cápsula quanto para verificar como o animal se sairia na missão. Com os resultados, a agência espacial sentiu confiança para levar o primeiro astronauta norte-americano para a órbita. Então, em 5 de maio de 1961, Shepard embarcou na cápsula Freedom 7, posicionada sobre o foguete Redstone. O lançamento ocorreu com sucesso e, cerca de 2 minutos depois de deixar a base, o motor do foguete foi desativado.

Alan Shepard após retornar à Terra, com a cápsula Freedom 7 ao fundo (Imagem: Reprodução/NASA)

Passados mais 10 segundos, a espaçonave se separou do propulsor, e Shepard sentiu por alguns momentos como era a sensação de gravidade zero. Depois de cerca de três minutos no voo, ele assumiu o controle manual da espaçonave e notou que ela era surpreendentemente fácil de manusear. Durante a missão, o astronauta realizou observações visuais da Terra e tirou algumas fotos do Oceano Atlântico; então, depois de cinco minutos de voo, a Freedom 7 alcançou o ponto mais alto de sua trajetória, iniciando sua descida para a Terra.

A cápsula foi desacelerada com a ajuda de um paraquedas e Shepard pousou no Oceano Atlântico a alguns quilômetros de distância da embarcação de recuperação. Após o sucesso de sua missão, Shepard visitou a Casa branca em 8 de maio para participar de uma cerimônia: durante o evento, o presidente John F. Kennedy o presenteou com a Medalha de Medalha de Serviços Distintos, a maior condecoração da NASA.

O presidente John F. Kennedy condecorando Alan Shepard, na Casa Branca (Imagem: Reprodução/NASA)

Ao fim do mês, o presidente fez um discurso no Capitólio em que desafiou a agência espacial a pousar um homem na Lua até o fim da década e trazê-lo de volta em segurança. O desafio foi aceito: a experiência adquirida pela NASA permitiu que a agência trabalhasse no programa Apollo, que levou os primeiros astronautas para a superfície lunar com a missão Apollo 11. Por sinal, o programa, que teve 17 missões, levou Alan Shepard ao espaço novamente com a Apollo 14, em 1971, como comandante da missão.

Fonte: NASA (1, 2)

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.