Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Destaque da NASA: eclipse solar e suas fases são foto astronômica do dia

Por| Editado por Patricia Gnipper | 01 de Novembro de 2023 às 13h36

Link copiado!

MaryBeth Kiczenski
MaryBeth Kiczenski

A foto destacada pela NASA nesta quarta-feira (1º) traz uma composição do eclipse solar ocorrido em outubro. A imagem mostra as diferentes fases do fenômeno, desde seu início até a Lua cobrindo grande parte do disco solar.

As fotos foram feitas enquanto a Lua ficava mais alta no céu em Factory Butte, nos Estados Unidos. O anel de fogo, formado por nosso satélite natural ocultando a maior parte do disco solar, aparece na parte central da imagem.

Continua após a publicidade

O Sol aparece com vários raios na imagem devido à configuração que a fotógrafa aplicou na câmera. Já os detalhes na superfície lunar apareceram com clareza devido ao processamento da imagem, feito para destacá-los.

Esta sequência espetacular ajudou a fotógrafa a se preparar para outro grande evento astronômico: o eclipse solar total que vai acontecer em abril de 2024. O fenômeno é aguardado também por cientistas, que vão aproveitá-lo para estudar o Sol.

Eclipse solar: o que é

Há momentos em que a Lua fica entre o Sol e a Terra, escondendo total ou parcialmente nosso astro e projetando sua sombra no planeta. Quando isso acontece, dizemos que houve um eclipse solar, que pode ser total, anular, parcial ou híbrido — este último é o tipo mais raro do fenômeno.

Para um eclipse solar acontecer, a Lua precisa estar na fase nova, mas isso não significa que o fenômeno ocorre sempre que ela estiver nessa fase. Como nosso satélite natural está levemente inclinado em relação à órbita da Terra, é mais comum que a sombra lunar passe por cima ou por baixo do nosso planeta.

Apesar de o Sol estar parcial ou totalmente escondido durante eclipses solares, vale lembrar que não é seguro observar o astro diretamente sem proteção adequada para os os olhos. Mesmo que parte do Sol esteja oculta, os raios solares têm luz ultravioleta e infravermelha, que pode danificar a retina.

Fonte: APOD