SAIU O RESULTADO DO SORTEIO DO PRÊMIO CANALTECH!CONFERIR
Publicidade

Como ver um eclipse solar em segurança?

Por| Editado por Patricia Gnipper | 04 de Outubro de 2023 às 19h06

Link copiado!

NASA/Aubrey Gemignani
NASA/Aubrey Gemignani

Os eclipses solares são eventos astronômicos incríveis, mas é preciso tomar alguns cuidados para observá-los em segurança. A regra é uma só: não se deve olhar diretamente para o Sol sem proteção mesmo que o eclipse seja do tipo parcial, porque os raios solares podem causar danos irreparáveis à retina.

Isso não significa que os eclipses solares não devam ser observados em hipótese alguma, mas sim que você deve seguir alguns métodos para admirá-los sem prejudicar a visão. Nesta matéria, vamos explicar formas de ver um eclipse solar em segurança.

O que é eclipse solar?

Continua após a publicidade

Um eclipse solar acontece quando a Lua fica entre a Terra e o Sol, escondendo temporariamente o disco solar em nossa perspectiva. Se ela ocultar parte dele, fazendo com que o disco pareça ter sido mordido, dizemos que houve um eclipse solar parcial.

Pode acontecer também de o satélite natural da Terra cobrir totalmente o disco solar, formando um eclipse solar total. Existe ainda o eclipse solar anular, que acontece quando a Lua está na distância máxima da Terra e, por isso, não oculta completamente o Sol. Neste tipo de eclipse, ela fica cercada por uma borda luminosa popularmente conhecida como anel de fogo.

Durante os eclipses solares parciais ou anulares não há o chamado período de totalidade, que acontece quando a Lua bloqueia completamente o disco solar por algum tempo. Portanto, não é seguro observar nenhum destes fenômenos sem proteção adequada nos olhos.

Continua após a publicidade

Como ver o eclipse solar em segurança?

Só é seguro observar um eclipse solar sem uso de proteções durante a etapa total do fenômeno, que é quando a Lua cobre totalmente nossa estrela. Mesmo assim, é preciso usar algum tipo de proteção para os olhos assim que ela começar a se afastar do disco solar.

Já no caso dos eclipses solares parciais ou anulares, o cuidado deve ser mantido o tempo inteiro. Vale usar óculos especiais para eclipses, que têm filtros apropriados para a observação do fenômeno, e olhar para longe do Sol antes de removê-los. Outra opção é usar o vidro de máscara de soldador número 14 ou superior, filtros de poliéster aluminizado ou de polímero preto.

Continua após a publicidade

Se você não tiver objetos do tipo em mãos, pode usar métodos de observação indireta. Com alumínio e uma caixa de papelão, por exemplo, é possível criar uma caixa pinhole, como é chamada em inglês, como a do esquema abaixo:

Ela projeta a imagem do Sol enquanto ele está atrás do observador, permitindo observar o eclipse projetado em alguma superfície. Também é possível usar objetos com furinhos, como chapéus de palha ou escorredores de alimentos, para projetar a imagem do evento. Nos dois casos, é essencial tomar sempre o cuidado de não olhar o Sol através destes objetos.

Em momento nenhum se deve observar diretamente nosso astro com óculos de sol, películas de raios X e materiais escuros semelhantes. É que a escuridão destes materiais faz com a que as pupilas dos olhos se dilatem, permitindo a passagem de mais raios ultravioletas e aumentando os riscos de lesões na retina.

Continua após a publicidade

Mesmo que seja por poucos segundos, a exposição dos olhos humanos à luz solar é capaz de causar danos irreparáveis na retina. Também não se deve olhar o Sol através de binóculos ou telescópios que não estejam equipados com filtros adequados, pois os raios solares vão se concentrar, causando danos sérios à visão.