Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Destaque da NASA: chuva de meteoros Oriônidas é a foto astronômica do dia

Por| Editado por Patricia Gnipper | 26 de Outubro de 2023 às 16h39

Link copiado!

David Cortner
David Cortner

Nesta quinta-feira (26), a foto destacada pela NASA traz meteoros da chuva Oriônidas. O fenômeno é causado por detritos deixados por 1P/Halley, o primeiro cometa periódico conhecido na história.

A foto mostra não apenas um meteoro, mas sim dois deles, registrados em uma série de exposições feitas durante o início da madrugada de segunda-feira (23). Eles se moviam através da atmosfera a 66 km/s.

Continua após a publicidade

O rastro deixado pelos meteoros aponta para a direção do radiante desta chuva, visível na direção norte da estrela Betelgeuse, no lado esquerdo da foto. Já no lado direito, está o aglomerado estelar das Plêiades. Os meteoros foram flagrados junto da nuvem molecular Taurus, encontrada a cerca de 450 anos-luz de nós na constelação de Touro.

O pico da chuva Oriônidas aconteceu entre os dias 21 e 22 de outubro, e o melhor momento para observá-los era a partir das 23h e antes do amanhecer, respectivamente.

O cometa Halley

A chuva de meteoros Oriônidas e a Eta Aquáridas são causadas por detritos deixados pelo cometa Halley, o mais famoso conhecido. Há um bom motivo para ele ter este título, já que marcou a primeira vez em que os astrônomos compreenderam que, sim, os cometas poderiam fazer várias aparições no nosso céu.

Continua após a publicidade

O cometa Halley mede 15 km por 8 km, e é considerado um dos objetos mais escuros do Sistema Solar. Ele leva 76 anos para completar uma volta ao redor do Sol e foi visto pela última vez no céu da Terra em 1986. A próxima visita vai acontecer somente em 2061.

Durante a passagem em 1986, o Halley ficou a 63 milhões de quilômetros da Terra durante a aproximação máxima do nosso planeta. Na ocasião, ele ficou um pouco mais brilhante que Polaris, que também é conhecida como Estrela do Norte.

Fonte: APOD