Cometa que poderíamos ver em maio acabou se partindo ao se aproximar do Sol

Por Daniele Cavalcante | 14 de Abril de 2020 às 15h00

No final de março, astrônomos estavam esperançosos de que o cometa Atlas se tornasse visível a olho nu nas próximas semanas. Ele esteve ganhando brilho rapidamente desde o final de 2019, mas, infelizmente, seu destino foi trágico - o cometa se partiu em pelo menos três pedaços.

Esperava-se que o objeto, oficialmente conhecido como C/2019 Y4 Atlas, desse um espetáculo no céu na época de sua maior aproximação ao Sol, que ocorre em 31 de maio. No entanto, seu brilho diminuiu gradualmente sem muita explicação. Agora sabemos o motivo: o cometa Atlas "quebrou tanto seu coração quanto o nosso", disse o astrofísico Gianluca Masi.

Gianluca é fundador e diretor do Virtual Telescope Project, na Itália, e, com a ajuda dos instrumentos robóticos que podem ser acessados remotamente, ele descobriu que o cometa está quebrado. “Seu núcleo se desintegrou, e ontem à noite eu pude ver três, possivelmente quatro fragmentos principais”, disse. Masi também publicou algumas das fotos que ele tirou, mostrando claramente o núcleo lascado do cometa.

Observações com o telescópio Elena mostram o cometa com núcleo fragmentado (Imagem: Gianluca Masi)

O astrofísico afirmou que ainda há muito mais dados do cometa em noites anteriores, que ainda precisam ser processados para fornecer uma análise detalhada. Todas as observações disponíveis do Atlas feitas com o projeto Virtual Telescope Project podem ser encontradas na página dedicada ao cometa.

Essa fragmentação é comum para cometas, que passam muito tempo nas regiões frias do Sistema Solar externo e, ao se aproximarem do Sol, correm o risco de se partirem. Esse parece ter sido o mesmo processo que formou o estranho objeto interestelar Oumuamua, por exemplo, e o próprio Atlas pode ser o resultado de um evento de fragmentação anterior - o especialista em cometas John Bortle disse que o Atlas pode ser um pedaço do famoso cometa C/1844 Y1.

Fonte: The Virtual Telescope Project

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.