Publicidade

Cometa Halley chega à distância máxima do Sol no sábado (9)

Por| Editado por Patricia Gnipper | 08 de Dezembro de 2023 às 10h49

Link copiado!

Domínio público
Domínio público

Um dos mais famosos cometas conhecidos está se preparando para se aproximar da Terra. No sábado (9), o cometa 1P/Halley chega ao afélio, o ponto mais distante do Sol em sua longa órbita elíptica ao redor do astro.

Quando alcançar o afélio, o cometa Halley vai estar a 5,3 bilhões de quilômetros da Terra, o equivalente a 35,14 unidades astronômicas; cada unidade representa a distância entre o Sol e nosso planeta.

Continua após a publicidade

Ele vai estar além da órbita de Netuno enquanto viaja a 0,91 km/s. Devido à distância, o Halley vai estar fora do alcance de telescópios amadores e até profissionais — segundo Christine Pullam, membro do Instituto de Ciência de Telescópios Espaciais da NASA, não há planos para usar o James Webb ou o Hubble para observá-lo no momento.

Ainda vai demorar algumas décadas para o cometa Halley ficar visível outra vez no céu, mas felizmente, seus fragmentos proporcionam belas chuvas de meteoros. Uma delas é a Eta Aquáridas, que ocorre entre entre abril e maio, quando nosso planeta atravessa a nuvem de detritos deixada pela cauda do cometa.

Quem descobriu o cometa Halley?

O cometa 1P/Halley tem este nome porque foi o astrônomo inglês Edmond Halley que percebeu sua periodicidade. Já o termo “1P” indica que ele foi o primeiro cometa identificado como periódico, o que significa que tem período orbital abaixo de 200 anos.

Continua após a publicidade

Considerado um dos objetos mais escuros do Sistema Solar, o Halley leva 76 anos para orbitar o Sol e foi visto pela última vez no céu da Terra em 1986. Sua próxima visita vai acontecer em 2061.

Fonte: Universe Today