Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Cientistas escolhem onde criar primeiro "depósito de amostras" em Marte

Por| Editado por Patricia Gnipper | 28 de Outubro de 2022 às 10h46

Link copiado!

NASA/JPL/Malin Space Science Systems
NASA/JPL/Malin Space Science Systems

Enquanto o rover Perseverance segue coletando amostras de Marte, a Agência Espacial Europeia (ESA) anunciou a seleção de algumas delas, que vão ficar em Three Forks, no Planeta Vermelho. Segundo a ESA, a ideia é deixar 10 tubos de amostras de interesse ali, uma região plana e livre de obstáculos, para o material ser trazido à Terra. Até o momento, o rover Perseverance já coletou 14 amostras.

Thomas Zurbuchen, administrador associado de ciência na NASA, comentou que ambas as agências espaciais analisaram o local proposto, e que as amostras vão ser deixadas ali no próximo mês. “Quando o primeiro tubo for posicionado na superfície, será um momento histórico para a exploração espacial”, acrescentou ele.

Continua após a publicidade

A NASA e a ESA já aprovaram planos para começar a criar uma espécie de "depósito de amostras" na superfície marciana, e esperam finalizar este trabalho no início de 2023. Mas, enquanto o primeiro depósito não é criado, o Perseverance segue coletando duas de cada: uma vai ficar na superfície do planeta, e a outra, na “barriga” do rover.

O material será transportado à Terra com a campanha Mars Sample Return, uma iniciativa conjunta da NASA e da ESA. A empreitada começou com o pouso do rover Perseverance em Marte, no ano passado, e contará com uma série de missões para trazer as primeiras amostras já obtidas da superfície de outro planeta.

Ao invés de um rover adicional, a campanha terá dois helicópteros de recuperação de amostras. Se o Perseverance não conseguir levar os materiais ao braço robótico Sample Transfer Arm, da ESA, os helicópteros entram em ação para buscá-las. O precioso material será recebido pela European Earth Return Orbiter, a primeira nave espacial a capturar amostras na órbita e levá-las de Marte para a Terra.

Fonte: ESA