Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Buraco negro da Via Láctea gira quase à velocidade máxima permitida

Por| Editado por Patricia Gnipper | 31 de Outubro de 2023 às 09h28

Link copiado!

EHT Collaboration
EHT Collaboration

O buraco negro Sagittarius A*, localizado no centro da Via Láctea, está girando praticamente na velocidade mais rápida possível, segundo um novo estudo. Os autores do artigo afirmam que, caso o objeto gire um pouquinho mais rápido, se despedaçaria devido às forças centrífugas.

Cada objeto do universo, desde as estrelas e planetas até as galáxias e aglomerados galácticos, tem movimento de rotação em torno do próprio eixo. Este movimento é conhecido como spin, e ocorre por causa da energia do Big Bang transformada no movimento dos objetos que se formariam logo depois.

Essa rotação é descrita pelo chamado momento angular, que é responsável pela velocidade, direção desse movimento e também pela translação, movimento que acontece ao redor de um objeto mais massivo. Uma das leis mais fundamentais do universo é a conservação do momento angular.

Continua após a publicidade

Os aglomerados de matéria formados após o Big Bang tinham um momento angular inicial bastante alto, transferido para cada um dos grupos menores que surgiam à medida que se separavam dos aglomerados maiores. Sem o atrito no espaço, o momento angular é conservado quase sem nenhuma perda — a menos que ocorra algum fenômeno diferente, que o converte em outros tipos de energia.

Hoje, tudo ainda tem alguma rotação vinda inclusive de eventos como impactos entre objetos, que adicionam energia aos movimentos já existentes. Isso inclui os buracos negros supermassivos nos centros das galáxias.

Os buracos negros são formados pela explosão de estrelas, que já tinham rotações próprias. Como resultado da conservação de momento angular, eles herdam essa rotação. Mas qual vai ser a velocidade máxima permitida para esse spin?

A nova pesquisa usou as observações de rádio e raios X de Sagittarius A* (pronuncia-se Sagittarius A estrela), o buraco negro supermassivo no centro de nossa galáxia, para estimar a velocidade de sua rotação. Isso foi possível graças às alterações nos espectros do material próximo a ele.

Com isso, eles descobriram que o valor a velocidade de rotação desse buraco negro gigante está entre 0,84 e 0,96 (em uma escala de 0 a 1 definida por Albert Einstein); ou seja, ele está girando incrivelmente rápido. Para comparação, o buraco negro da galáxia M87 também gira, mas teve spin estimado em velocidade menor, entre 0,89 e 0,91.

O estudo foi aceito para publicação no Monthly Notices of the Royal Astronomical Society.

Fonte: arXiv.org; via: Universe Today