Astronautas da Expedição 64 voltam à Terra após seis meses vivendo na ISS

Por Wyllian Torres | 19 de Abril de 2021 às 12h20
NASA/Bill Ingalls

No último sábado (17), a tripulação da Expedição 64, com a astronauta da NASA, Kate Rubins, e os cosmonautas da Roscosmos, Sergey Ryzhikov e Sergey Kud-Sverchkov, retornou para a Terra em segurança através da nave Soyuz MS-17. Foram cerca de seis meses — precisamente 185 dias — a bordo da Estação Espacial Internacional (ISS), onde fizeram muitas pesquisas científicas.

Por volta das 22h34 (horário de Brasília) da sexta-feira passada (16), a tripulação deixou a ISS e pousou às 13h55 do dia seguinte, no sudeste da cidade de Dzhezkazgan, Cazaquistão. Este foi o segundo voo espacial de Rubins e Ryzhikov e o primeiro de Kud-Sverchkov. Antes do retorno, receberam a tripulação da Expedição 65, com astronauta da NASA, Vade Hei, e os cosmonautas da Roscosmos, Oleg Novitskiy e Pyotr Dubrov.

 A astronauta da NASA, Kate Rubins, após pousar na cidade de Zhezkazgan, Cazaquistão (Imagem: Reprodução/NASA/Bill Ingalls)

Ao longo desses últimos meses, Rubins — que agora totaliza 300 dias em órbita e a 4ª astronauta dos EUA a passar tanto tempo no espaço — trabalhou em pesquisas cardíacas e estudos de microbiologia. Através do sequenciamento de DNA, a cientista procurou diagnosticar doenças cardíacas relacionadas às condições extremas do espaço, além de identificar novas cepas de bactérias crescendo a borda do laboratório espacial. A astronauta realizou duas caminhadas espacias ao lado de Victor Glover, também da NASA, e Soichi Noguchi, da JAXA, e agora ela atinge a marca de 4ª astronauta com mais tempo de caminhada pelo espaço.

A missão da Expedição 64 teve início em 14 de outubro do ano passado, ao serem lançados do Cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão, chegando à ISS cerca de três horas depois. No dia 19 de março, os três vestiram seus trajes espaciais para manobrar a nave Soyuz MS-17 do módulo Rassvet para a entrada voltada para o espaço, no módulo Poisk. Com isso, o módulo voltado para a Terra ficou livre para a chegada da tripulação seguinte, com a Soyuz MS-18, em 9 de abril.

Na próxima quinta-feira (22), a ISS recebe os astronautas, da NASA, Shane Kimbrough e Megan McArthur, o astronauta da Agência Espacial Europeia (ESA), Thomas Pesquet e o astronauta da Agência Espacial Japonesa (JAXA), Akihiko Hoshide da. A tripulação será lançada com a nave Crew Dragon, da SpaceX, marcando a missão Crew-2 — o segundo lançamento operacional da empresa para a NASA.

Fonte: NASA

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.