Asteroide passou perto da Terra no domingo (25), mas não representou riscos

Asteroide passou perto da Terra no domingo (25), mas não representou riscos

Por Danielle Cassita | Editado por Patrícia Gnipper | 26 de Julho de 2021 às 13h35
urikyo33/Pixabay

No último fim de semana, recebemos uma breve visita de um viajante distante: segundo cálculos realizados pela NASA, no domingo (25) o asteroide 2008 GO20 passou a apenas 4,5 milhões de quilômetros do nosso planeta, no ponto de maior aproximação em sua órbita, mas não ofereceu riscos à Terra. Ainda não há informações sobre as dimensões exatas do objeto ou de sua composição.

O asteroide viaja à velocidade de 29.000 km/h e estima-se que suas dimensões sejam de 97 m a 220 m — para comparação, considere a pirâmide de Quéops, no Egito, cuja altura se aproxima de 140 m. Como qualquer rocha espacial que tenha diâmetro acima de 150 m e que passe pela Terra a pelo menos 7,5 milhões de quilômetros é considerada um asteroide potencialmente perigoso, a NASA acompanha atentamente estes objetos.

Representação da órbita do asteroide na linha em branco; a da Terra aparece na linha em azul (Imagem: Reprodução/JPL/NASA)

Esse monitoramento é importante tanto para sabermos mais sobre o Sistema Solar — afinal, os asteroides são fragmentos rochosos do período da formação da nossa vizinhança no espaço —, quanto para acompanharmos possíveis mudanças na trajetória dos asteroides, que, se acontecerem, podem ameaçar nosso planeta. No caso do 2008 GO20, ele é considerado possivelmente perigoso porque poderá sofrer "puxões" causados pela gravidade dos planetas, o que pode mudar sua órbita a ponto da rocha cruzar com a Terra.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Por isso, é necessário acompanhá-lo, como a NASA já faz há anos — tanto que esta não é a primeira vez que vemos o GO20 2008 passando por aqui: segundo registros da agência espacial, em agosto de 1901, o asteroide passou a 1,3 milhão de quilômetros do nosso planeta. O sobrevoo seguinte aconteceu em julho de 1935, quando ele passou a 1,8 milhão de quilômetros do nosso planeta. Agora, a próxima visita acontecerá em julho de 2034, e ele deverá passar por nós a 5 milhões de km de distância.

Fonte: NASA, Space.com

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.