Agência Espacial Europeia lança infográficos e podcasts sobre o lixo espacial

Por Daniele Cavalcante | 11 de Fevereiro de 2021 às 11h00
Dotted Yeti/Shutterstock.com

Há mais de 60 anos, a humanidade lança objetos ao espaço, e durante esse tempo foram acumulados cerca de 22 mil objetos na órbita de nosso planeta. Se considerarmos os pequenos detritos de até 1 cm, chegamos a um milhão de pedacinhos de lixo espacial vagando acima de nós. Eles não são um perigo real a nós, habitantes da Terra, mas podem causar sérios problemas às naves e aos satélites. Por isso, a Agência Espacial Europeia (ESA) anunciou uma iniciativa para discutir sobre o assunto.

Entre esses entulhos acumulados, estão restos de foguetes e pedaços de satélites destruídos intencionalmente. Talvez tenhamos dificuldade em ter dimensões reais do problema porque não podemos ver esses objetos no céu, mas se dermos uma olhada neste “Google Maps” do lixo espacial, ficaremos surpresos com a quantidade de entulho vagando ao redor do planeta, na mesma órbita utilizada por muitos satélites e espaçonaves.

(Imagem: Reprodução/ESA/UNOOSA)

A preocupação em relação a este problema tem sido crescente. Em 2019, por exemplo, o programa de Segurança Espacial da ESA, criado para mitigar e prevenir as consequências de perigos como este, foi adotado pela agência como um pilar fundamental nas suas atividades. Parte do trabalho é buscar entender melhor a região de destroços, prevenir a criação de mais detritos e reduzir a quantidade de lixo na órbita. Mas essa é uma tarefa para todas as agências espaciais e empresas privadas que usam o espaço de alguma maneira. Afinal, a órbita terrestre é um recurso limitado, e se medidas sustentáveis não forem adotadas, seu futuro pode ficar comprometido.

Para aumentar a consciência sobre o problema, a ESA e o Escritório das Nações Unidas para Assuntos Espaciais (UNOOSA) criaram uma série de nove infográficos e episódios de podcast, que serão publicados periodicamente para explicar os riscos do lixo espacial e debater soluções para garantir que a baixa órbita terrestre permaneça utilizável. As publicações serão semanais, e em cada uma delas haverá um ilustrações, fatos e informações acessíveis para que todos possam entender como os detritos espaciais podem impactar a vida de todos nós.

Além dos infográficos, as publicações virão acompanhadas de um podcast (em inglês) para falar sobre como os destroços são criados, como evitar colisões, o risco que o lixo espacial representa para os astronautas no espaço. Também serão apresentadas algumas tecnologias disponíveis para diminuir os riscos e remover os entulhos. Todas as publicações com infográficos e áudios serão publicadas semanalmente nesta página da ESA.

Fonte: ESA

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.