Access Mars | Explore o planeta Marte em 360º neste novo site gratuito da NASA

Por Danielle Cassita | 21 de Setembro de 2020 às 15h20
NASA
Tudo sobre

NASA

Saiba tudo sobre NASA

Ver mais

Apresentar ao público as informações e dados coletados pelas missões da NASA não é simples, mas a tecnologia pode fornecer uma grande ajuda nesta tarefa. Assim, a agência espacial vem realizando parcerias e colaborações junto de grandes empresas, como Google e Microsoft, para trazer dados de forma simples e acessível e, muitas vezes, interativa, ao grande público.

Um exemplo destas iniciativas é a plataforma Access Mars, uma experiência em 360º e com versão em realidade virtual. Desenvolvida com o Google, esta experiência foi criada com imagens feitas pelo rover Curiosity, que vem estudando o Planeta Vermelho desde 2012. Assim, é possível navegar pelo caminho que o rover fez, desde seu ponto de pouso, passando pela localização do veículo no momento e chegando a lugares importantes de Marte, como as Colinas Pahrump, Marias Pass e Murray Buttes. A experiência é acompanhada pelo som do vento ao fundo e explicações da cientista Kathryn Stack Morgan, também da NASA.

Para utilizar a Mars Access, basta apenas ter um celular ou computador com conexão à internet. Isso torna o projeto bem mais acessível do que outras experiências de realidade virtual, que exigem equipamentos caros e download de arquivos grandes e pesados. “Vimos um aumento de 15 vezes nos visitantes no meio de março”, disse Ryan Burke, produtor criativo no Creative Lab, do Google. Note que este período marcou também o início da quarentena nos Estados Unidos.

A Access Mars e outras iniciativas fazem parte de uma colaboração feita entre a agência espacial e o Google. Ao trabalhar com empresas privadas, a NASA consegue transmitir informações sobre seu trabalho ao público de forma atual e acessível. "Nossos dados estão disponíveis para serem usados", diz Sasha Samochina, vice-gerente do Ops Lab no Laboratório de Propulsão a Jato (JPL). Samochine ressalta que a ideia é que estes dados sejam dispostos de forma acessível, compreensível e em experiências que permitam um entendimento fácil por parte dos usuários.

Não pense que estas experiências se restringem apenas ao público apaixonado por ciência e espaço: Samochina e sua equipe do Ops Lab desenvolveram, com a Microsoft, o aplicativo OnSight para o gadget HoloLens, que permite que os geólogos planetários da NASA estudem a superfície do planeta caminhando em um terreno virtual capturado pelo Curiosity. "Os cientistas fizeram basicamente visitas a locais que estudavam em Marte". O aplicativo foi premiado em 2018 e segue sendo usado por cientistas até agora.

Enquanto isso, através de bases de dados públicas, a empresa AstroReality produziu modelos da Lua e de planetas que podem ser acessados em um aplicativo: basta instalá-lo e apontar o dispositivo para modelos de globos da Lua, por exemplo, e informações vão aparecer na tela. "Ao invés de aprender tudo em um computador, estamos tentando unir experiências digitais aos melhores e mais recentes dados que encontrarmos, com algo que você pode segurar em suas mãos", diz J.R. Skok, diretor executivo da empresa e que já trabalhou na NASA.

Fonte: NASA

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.