Resident Evil | Conheça os monstros de Bem-Vindo a Raccoon City

Resident Evil | Conheça os monstros de Bem-Vindo a Raccoon City

Por Felipe Demartini | Editado por Jones Oliveira | 12 de Outubro de 2021 às 20h30
Divulgação/Sony Pictures

Resident Evil: Bem-Vindo a Raccoon City chega com a promessa de ser mais fiel à franquia de games, ainda que não necessariamente em sua história. Enquanto a trama, já no trailer, pareça ser uma colagem dos principais eventos da cidade, a ideia é trazer o clima de terror dos títulos mais recentes em contraponto com a ação dos longas protagonizados por Milla Jovovich, dos quais a equipe de produção faz questão de se distanciar.

Com direção de Johannes Roberts (Medo Profundo) e Kaya Scodelario (Maze Runner) e Robbie Amell (A Babá) no elenco principal, Resident Evil: Bem-Vindo a Raccoon City já ganhou um primeiro trailer e, nele, estão diferentes referências à história dos games e suas origens, além de alguns dos monstros que personagens como Claire, Leon, Chris e Jill enfrentarão para sobreviver na cidade dominada pelos vírus da Umbrella.

Antes do lançamento, marcado para dezembro no Brasil, é hora de dar uma olhada no bestiário. Seja você um fã da franquia ou alguém que nunca jogou, ou conheceu Resident Evil a partir dos episódios mais recentes, confira alguns dos monstros que serão encaradas pelos personagens ao longo de Bem-Vindo a Raccoon City.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Zumbis

Criados pela contaminação dos cidadãos pelo vírus da Umbrella, os zumbis são o inimigo mais comum de Resident Evil; eles atacam em grandes números, representando uma ameaça frequente (Imagem: Captura de tela/Felipe Demartini/Canaltech)

A ameaça mais comum na série Resident Evil é, também, o inimigo que o jogador enfrenta em maior quantidade. Responsáveis pelo caos em Raccoon City, estes são os cidadãos, comerciantes, visitantes e demais presentes no momento em que tudo foi pelos ares com o vazamento do vírus da Umbrella que transformou todos em monstros e fez o antigo município pacato virar o inferno.

Ainda não sabemos todos os detalhes sobre a contaminação em Bem-Vindo a Raccoon City, mas o primeiro trailer já cita uma conspiração da Umbrella, que envolve pesquisas ilegais e a dificuldade de conter o vírus. Nos games, o caso é parecido, com a infecção em um laboratório secreto nas montanhas — onde fica a suntuosa mansão que virou ícone da saga — sendo apenas o começo.

Entre monstros que desciam da floresta para a cidade, a contaminação do suprimento de água e um ataque malsucedido de soldados da própria empresa a um de seus principais cientistas está o início do fim de Raccoon City. E enquanto a infecção corria sem controle, alguns poucos sobreviventes, e outros tantos com mais conhecimento de causa sobre o que estava acontecendo, lutavam pela própria vida.

Cachorros-zumbis

Os cachorros transformados surgiram na série como um experimento da Umbrella; em Resident Evil: Bem-Vindo a Raccoon City, eles aparecem como a unidade canina da polícia, transformada em criaturas ágeis e ferozes (Imagem: Divulgação/Sony Pictures)

Nos jogos, inicialmente, estes eram um produto das pesquisas científicas da Umbrella para depois terem seu histórico alterado para se tornarem cães comuns das ruas da cidade, também afetados pelo vírus da Umbrella. O fato de serem apenas Dobermans, na delegacia, é explicado pelo uso de animais desse tipo pelas forças policiais, com a antiga rapidez e mordidas pesadas usadas em operações, agora, se tornando uma das grandes ameaças para os sobreviventes.

No trailer de Resident Evil: Bem-Vindo a Raccoon City, mais uma vez vemos os animais sendo os responsáveis por cenas tensas e que, provavelmente, selam o destino de um dos personagens do longa. O cenário é o estacionamento da delegacia, onde, no remake do segundo game da série, eles também aparecem em grande quantidade, pegando de surpresa jogadores que, até ali, já estavam passando sufoco o bastante com os zumbis tradicionais.

Nos games, os chamados Cerberus são os protagonistas de um dos sustos mais icônicos, quando um grupo deles ataca Jill ou Chris pelas janelas da mansão. Ao escaparem dos laboratórios da mansão, eles também foram os responsáveis pelas mortes de andarilhos e alpinistas que levaram os policiais ao local e, mais tarde e famintos, também chegaram à cidade, ajudando a disseminar o vírus por Raccoon City.

Licker

Um dos inimigos mais icônicos de Resident Evil 2 não poderia faltar em Bem-Vindo a Raccoon City, um filme totalmente inspirado em seu recente remake (Imagem: Divulgação/Capcom)

Aqui também estamos falando de um dos monstros mais icônicos da franquia. O primeiro encontro com eles, em Resident Evil 2, envolve corpos mutilados e uma criatura que se prende ao teto, atacando de longe com a língua e de perto com garras longas e afiadas, além de saltarem longas distâncias em um ataque que, se pegar o jogador desprevenido, pode gerar morte instantânea e uma animação do corpo do personagem sendo separado da cabeça.

Transformados em uma ameaça ainda mais perigosa e rápida no remake de Resident Evil 2, os Lickers também devem ser os astros de cenas empolgantes de Bem-Vindo a Raccoon City. No trailer, vemos Leon e Claire tentando fugir do monstro, mas quem jogou sabe que a decisão entre atacar e fugir é das mais difíceis, afinal trata-se apenas de escolher o nível de dano que será sofrido pelo personagem.

Os Lickers, porém, têm uma fraqueza: eles são cegos. Um subproduto da mutação de seres humanos em zumbis, estes monstros têm músculos e o cérebro expostos, mas compensam tais fragilidades com muita força e velocidade. Tal transformação, felizmente, é rara, com o barulho característico das garras batendo no piso sendo um sinal de que, talvez, você deveria voltar ao baú para buscar um item de cura.

Lisa Trevor

Lisa Trevor é uma das personagens mais marcantes do primeiro Resident Evil, prometendo trazer uma história das mais perturbadoras a Bem-Vindo a Raccoon City (Imagem: Divulgação/Sony Pictures)

Esta é uma das histórias mais impactantes e memoráveis da série e uma inclusão no filme que soou como surpresa para os fãs. A personagem, uma das cobaias centrais das pesquisas virais da Umbrella, será uma das oponentes dos S.T.A.R.S. durante o incidente da mansão. Ela já foi mostrada de corpo inteiro e aparece rapidamente no trailer de Bem-Vindo a Raccoon City, sendo interpretada por Marina Mazepa (Maligno).

Enquanto sua história no filme ainda é um mistério e parece diferente, nos games ela é uma das personagens cuja trama carrega requintes de crueldade e é uma bela demonstração da falta de escrúpulos da Umbrella. Lisa é filha do arquiteto da mansão, George Trevor, cuja família inteira foi sequestrada pela empresa e usada em experimentos como forma de apagar o arquivo relacionado aos segredos do lugar.

Capturada ainda criança, ela passou boa parte de sua vida recebendo vírus sobre vírus e se provando resistente a eles, contribuindo, inclusive, para a criação do parasita que, mais tarde, daria origem ao Nemesis. Com sua mente infantilizada, ela vaga pela mansão devastada pelas criaturas da Umbrella em busca do cadáver da mãe, cujo rosto arrancado usa sobre o próprio, como uma maneira de se manter perto dela para sempre.

Monstro com várias formas cuja identidade pode ser um spoiler para quem nunca jogou

Com diferentes formas, resultados de uma mutação descontrolada, um dos "chefes" de Resident Evil 2 já teve presença confirmada no reboot cinematográfico da série (Imagem: Captura de tela/Felipe Demartini/Canaltech)

Uma história baseada nos eventos de Resident Evil 2 não poderia deixar William Birkin de lado. Em Bem-Vindo a Raccoon City, ele é interpretado por Neal McDonough (Minority Report: A Nova Lei) e também aparece ao lado da esposa, Annette (Janet Porter) e da filha, Sherry (Holly de Barros). Também é ele um dos cientistas mais proeminentes da Umbrella e, no trailer, a grande figura por trás dos experimentos bizarros que levaram à destruição da cidade.

Seu alinhamento também parece colocá-lo em rota de colisão com a empresa. Nos games, Birkin é o criador do G-Vírus, um patógeno que cria mutações descontroladas nos contaminados — é por causa dele que a Umbrella invade seu próprio laboratório e acaba matando um de seus cientistas-chefe. Antes de morrer, porém, ele se infecta com a própria criação, transformando-se em uma sequência de monstros cada vez mais grotescos e violentos, também responsáveis pela imagem do “olho no ombro” que se tornou um dos ícones de Resident Evil.

Uma das formas de Birkin, transformado, já aparece no trailer, indicando que veremos combates semelhantes contra o cientista. A prévia também indica que veremos a relação de sua família e a obsessão do especialista por seu trabalho, bem como a traição da própria Umbrella, em uma trama que, ao que parece, seguirá de maneira bem alinhada à dos jogos.

Resident Evil: Bem-Vindo a Raccoon City estreia nos cinemas brasileiros em 2 de dezembro, uma semana depois do lançamento nos Estados Unidos. O filme será lançado exclusivamente nos cinemas, sem previsão para chegada a serviços de streaming.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.