Quem é quem na adaptação de Sandman da Netflix?

Quem é quem na adaptação de Sandman da Netflix?

Por Laísa Trojaike | 06 de Fevereiro de 2021 às 16h00
Audible

Na semana passada, tivemos a divulgação de parte do elenco da vindoura série The Sandman, uma coprodução DC e Netflix que irá adaptar os quadrinhos homônimos escritos por Neil Gaiman. A divulgação deixou os fãs em polvorosa e há um motivo muito bom para isso: mesmo sem manter uma fidelidade total ao que podemos encontrar nos quadrinhos, a produção parece ter entendido muito bem as possibilidades de adaptação de uma fantasia e criou novas versões dos personagens, agora mais adequados às demandas das novas gerações. Não podemos esquecer que Sandman foi lançado em 1988 e, de lá pra cá, muitas coisas mudaram, inclusive o próprio Gaiman, que tem acompanhado de perto a adaptação.

Mas quem são esses personagens e porque as pessoas estão tão empolgadas com essa divulgação? Para ajudar, preparamos um apanhado de informações sobre os personagens dos quadrinhos para você ficar por dentro dessa série que tem potencial para ser mais um tremendo sucesso nerd da Netflix. Se você quiser saber mais sobre os atores e como eles podem influenciar os personagens, também temos a matéria “O que a revelação do elenco já nos diz sobre a série?”, do Claudio Yuge.

Atenção! Esta matéria pode conter spoiler dos quadrinhos.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Sonho

Imagem: Reprodução/Netflix

Sonho (também conhecido como Sandman ou Morpheus) é tão antigo quanto a vida senciente na Terra, ou seja, é provável que ele tenha bilhões de anos, uma vez que ele nasce com a nossa capacidade de sonhar (incluindo os animais não-humanos). Sonho é um dos sete Perpétuos, personificações de ideias e conceitos ligados à vida e que estão destinados a cumprir funções até que o universo acabe e toda a vida desapareça do cosmos. Sonho é filho do Tempo e da Noite, e todos os Perpétuos, que incluem ainda Destino, Morte, Destruição, Desejo, Desespero e Delírio, referem-se uns aos outros como irmãos.

Todos os Perpétuos têm incríveis poderes que os auxiliam na execução das suas funções e todos eles têm personalidades bastante particulares. Apesar de ter uma essência que pode ser entendida como divina por muitos, os Perpétuos têm autonomia e nem sempre tem atitudes exemplares. Sonho, mais especificamente, é o senhor e a personificação de todos os sonhos, histórias e fantasias, possuindo controle absoluto sobre o sono, sonhos, pesadelos e até mesmo a insônia.

Morpheus na sua forma mais comum (Imagem: Reprodução/Vertigo)

Os quadrinhos não seguem sempre uma linearidade específica e os arcos são interrompidos por histórias que se passam em períodos históricos diferentes e em diversas localidades do planeta. Ainda não é claro como a adaptação irá lidar com isso, mas é justamente esse amplo leque que permite à série alterar a aparência dos personagens. A escolha de Tom Sturridge é bastante fiel à aparência mais frequente do Sonho nos quadrinhos, mas, como veremos abaixo, os demais personagens sofreram alterações perfeitamente plausíveis para o universo em questão.

Podemos esperar ver outras formas do Sonho, inclusive com participação de outros atores para tanto, mas nesse primeiro momento falar sobre o Sonho levanta um questionamento bastante pertinente para os fãs e que é uma falta que não foi sentida por quem não conhece os quadrinhos. Alguns perpétuos têm aparições bastante pontuais, mas Sonho tem a Morte como irmã mais próxima, com aparições recorrentes o suficiente para ser uma das personagens mais amadas dos quadrinhos.

Morpheus em sua forma felina, em uma das histórias que atravessam os quadrinhos (Imagem: Reprodução/Vertigo)

Logo no início dos quadrinhos a relação entre os irmãos já é invocada quando Sonho acaba sendo aprisionado em vez da Morte. O caos social que impera com esse aprisionamento é uma das atualizações em que a série deve propor uma grande mudança com relação aos quadrinhos. Em entrevista no ano passado, Gaiman chegou a confirmar que o quadrinho, bastante oitentista, será atualizado para os nossos tempos: “Ok, é 2020, digamos que estou fazendo Sandman com base em 2020, o que faremos? Como mudaremos as coisas? Que gênero terá tal personagem? Quem será tal pessoa? O que estará acontecendo?”

É importante lembrarmos também que, quando criado, o quadrinho estava preocupado em gerar conexões com o imaginário do público do final dos anos 1980, que já não é mais o mesmo público de hoje. Além de haver um provável interesse da Netflix e da DC de conquistar novos fãs para Sandman, como tem feito a Disney com marcas como Star Wars, não é absurdo pensar também que o fã raiz, que leu os quadrinhos quando eles foram lançados, também não é mais a mesma pessoa daquela época, de modo que um Sadman atualizado para os nossos dias pode trazer reflexões ainda mais pertinentes para os espectadores contemporâneos, ou seja, não tem porque esperar que cada página seja fielmente transposta para a tela.

Dito tudo isso, vamos aos demais personagens.

Coríntio

Imagem: Reprodução/Netflix

Coríntio é um dos pesadelos criado pelo Sonho, mas ao contrário de outros pesadelos que apenas fugiram do Sonhar (Reino dos Sonhos), o Coríntio se rebela e falha em executar a função para a qual havia sido criado. Sendo um pesadelo, o Coríntio tende a ser assustador e pode render, na série, momentos bastante tensos.

Ao pensarmos na série, um dos elementos que mais trazem curiosidade é a caracterização do personagem. Enquanto a foto de Tom Sturridge já evoca bastante a aparência do Sonho, a de Boyd Holbrook ainda não dá pistas de como será o pesadelo, já que o personagem tem como característica mais notável o fato de ter bocas no lugar dos olhos, aparecendo muitas vezes de óculos escuros justamente por isso.

Imagem: Reprodução/Vertigo

A série nem foi lançada e já tem recebido algumas críticas dos fãs que não estão gostando da representatividade que Gaiman pretende trazer para a nova versão. O Coríntio pode estar entre esses personagens. Algumas fontes apontam uma declaração em que Gaiman teria confirmado o Coríntio como um personagem gay, o que teria ficado implícito no desejo que o pesadelo tem de consumir olhos de um gênero bastante específico, no caso, os homens.

Roderick Burgess

Imagem: Reprodução/Netflix

Este é o personagem responsável por aprisionar o Sonho em vez da Morte, o que, nos quadrinhos, acontece em 1916. Ainda não é possível saber em que momento histórico esses eventos acontecerão na série, mas dá para adiantar que esse trecho da trama, nos quadrinhos, enfraquece bastante o protagonista Sandman.

Burgess era um ocultista e seu interesse em capturar a Morte tinha a ver com seu interesse na imortalidade. Sonho ficou preso durante 70 anos, até a morte de Burgess, período em que ficou tentando barganhar com a Morte, sempre sem sucesso. Nesse período, Sonho permaneceu imóvel enquanto seus pertences eram utilizados para outros interesses que não os de Morpheus. Quando escapa, Sonho precisa recuperar uma algibeira contendo areia dos sonhos, um elmo forjado do crânio de alguma criatura ou entidade, e um rubi que é uma das fontes do seu poder.

Imagem: Reprodução/Vertigo

Embora nenhum ator tenha sido divulgado para este personagem, é provável que o filho de Burgess também apareça na série. Quando Roderick morre, amargo e furioso, após um ataque cardíaco aos 83 anos de idade, é seu filho, Alex Burgess, que dá continuidade à organização do pai, tornando-se “proprietário” do cativo Sonho.

Lucienne

Imagem: Reprodução/Netflix

Para quem ficou sem reconhecer essa personagem pelo nome, tudo bem. É porque ela não existe. Mais ou menos. Nos quadrinhos, Lucien é um homem alto, magro e estudioso, com o estereótipo de um intelectual de séculos atrás e orelhas pontudas.

A escolha de Vivienne Acheampong para o papel certamente trará mudanças também para a personalidade do personagem que, mesmo nos quadrinhos, às vezes exerce um papel de alívio cômico. Lucienne deve manter, na adaptação, a função de Lucien e deve aparecer na série como a bibliotecária do Sonhar, tomando conta de todos os livros do palácio do Sonho, uma biblioteca que reúne todos os livros que já foram imaginados, tenham eles sido escritos, publicados ou simplesmente imaginados.

Imagem: Reprodução/Vertigo

Abel e Caim

Imagem: Reprodução/Netflix

A dupla é bastante conhecida e faz parte do imaginário popular como personagens bíblicos, filhos de Adão e Eva. Mitologicamente, Caim, o primogênito, é tomado pelo ciúme, arma uma emboscada e mata seu irmão Abel. A presença desses personagens na série é também uma indicação de que muitos personagens, de diversas culturas e mitologias, podem aparecer nos episódios.

Isso não é novidade para quem conhece os quadrinhos, mas é uma informação importante para quem vai pular a leitura e ir direto para a adaptação. Nesse sentido, vale lembrar também que, sendo um quadrinho Vertigo, Sandman também pôde criar conexões com o multiverso DC, com aparição de personagens como Contantine e lugares como Asilo Arkham, que também podem aparecer na série.

Imagem: Reprodução/Vertigo

Nos quadrinhos, a morte de Abel pelas mãos de Caim acontece também, só que de forma cíclica. Caim mata Abel diversas vezes como consequência de um macabro transtorno obsessivo-compulsivo. Abel, por sua vez, revive repetidamente, alimentando a esperança de ter uma relação mais saudável com seu irmão.

É provável que, na série, a dupla funcione também como uma espécie de alívio cômico sombrio. Em um primeiro momento, se o roteiro seguir os eventos dos quadrinhos, veremos Abel e Caim ajudando Sonho quando ele finalmente se liberta e retorna ao Sonhar, onde irá recuperar suas forças.

Lúcifer

Imagem: Reprodução/Netflix

Por fim, outra figura conhecida do público fora do universo dos quadrinhos. Lúcifer pode ter muitas versões e interpretações, dependendo dos conhecimentos de cada pessoa. Em Sandman, Lúcifer Morningstar (que poderia ser chamado de Lúcifer Estrela da Manhã em português) tem a fama de ser o mais poderoso (e mais bonito) de todos os anjos, que, após se rebelar, acaba destinado a governar o Inferno, função que exerce há mais de 10 bilhões de anos.

Nos quadrinhos, Lúcifer é caracterizado como uma criatura sofisticada, encantadora e carismática, mas também malicioso, astuto e sem nenhuma consideração pela vida humana. Apesar de frequentemente fazer o mal, o Lúcifer dos quadrinhos tem algumas regras próprias, que compõem uma espécie de código de ética próprio: Lúcifer não mente, sempre paga suas dívidas e mantém sua palavra.

Imagem: Reprodução/Vertigo

Andrógeno nos quadrinhos, o personagem agora chega na pele de uma atriz, Gwendoline Christie, o que pode ser uma referência ou um aprendizado com um filme que, indiretamente, compartilha do universo de Sandman. Em Contantine, o anjo Gabriel (e lembremos que Lúcifer é um anjo também) é também interpretado por uma mulher, a atriz Tilda Swinton, o que funcionou muito bem na época e deve funcionar ainda melhor em uma série, formado que permite ir mais a fundo nos personagens, sobretudo quando a história é repleta de identidades tão variadas.

Em 26 de maio de 2021, um novo anúncio oficial trouxe novos 12 nomes para o elenco da série The Sandman. Com isso, mais uma dúzia de personagens foi revelada, juntamente com descrições oferecidas pelo próprio Neil Gaiman no blog da Netflix.

Imagem: Reprodução/Netflix

Morte

Imagem: Reprodução/Netflix

MORTE - A irmã mais sábia, mais agradável e muito mais sensível do Sonho. Significativamente mais difícil de escalar do que você pode imaginar (bem, mais do que eu imaginava pelo menos). Centenas de mulheres talentosas de todo o planeta fizeram o teste e elas eram brilhantes, e nenhuma delas estava certa. Alguém que pudesse falar a verdade ao Sonho, por um lado, mas que também seja a pessoa que você gostaria de encontrar quando sua vida acabasse. E então vimos a audição de Kirby Howell-Baptiste e sabíamos que tínhamos nossa Morte.

Como já sabemos, Morte é bastante próxima de Sonho e é o verdadeiro alvo do ritual que acaba aprisionando seu irmão. Nos quadrinhos, o look post-punk da personagem foi inspirado na artista Cinamon Hadley, conhecida como um ícone da moda gótica. A aparência da personagem também deve ser adaptada e é um dos elementos mais aguardados da divulgação de The Sandman.

O nascimento da Morte acontece logo depois que a primeira forma de vida surge no universo e, desde então, ela está destinada a funcionar como a personificação da vida e da morte até que o último ser vivo morra e ela enfim possa declarar seu trabalho como finalizado, colocando o universo para descansar. Ao contrário do que podemos imaginar a partir das representações de ceifadores sinistros, a Morte dos quadrinhos é incrivelmente gentil e compassiva, o que faz dela a conselheira perfeita para Sonho.

Imagem: Reprodução/Vertigo

Desejo

Imagem: Reprodução/Netflix

DESEJO — Irmão (ou irmã) de Sonho e tudo o que você quiser, seja lá o que quiser ou quem quer que você seja. Desejo também é um problema para o Sonho. Famílias são complicadas. Mal havíamos começado a procurar quando Mason Alexander Park entrou em contato no Twitter e “jogou o chapéu na roda”. Ficamos emocionados quando Mason conseguiu o papel.

Embora tenham aparências completamente diferentes, Desejo e Desespero são gêmeos. A aparência andrógena de Desejo indica a sua fluidez de gênero, com o personagem aparecendo como homem, mulher, ambos ou nenhum dos dois, o que torna ainda mais interessante a escalação de Mason Alexander Park, que se identifica como uma pessoa não-binária.

Desejo alimenta o estranho hábito de causar intrigas entre os Perpétuos e pode ser bastante cruel e narcisista. Em Casa de Bonecas, conhecemos o Limiar, uma fortaleza “maior do que se pode imaginar” feita de carne, osso, sangue e pele à imagem de Desejo e que reflete seu anseio por um corpo composto a partir desses elementos. Olhar para Desejo, “significa amá-lo (ou amá-la) dolorosa e apaixonadamente, a ponto de nada mais importar”.

Imagem: Reprodução/Vertigo

Desespero

Imagem: Reprodução/Netflix

DESESPERO – Gêmea de Desejo, irmã do Sonho. Ela é o momento em que toda esperança se foi, a mais sombria dos Perpétuos. Donna Preston vai interpretá-la e seu desempenho é arrepiante e triste. Você sente a sua dor.

Desespero é descrita como “a rainha de seus próprios limites desolados”, onde janelas pendem no vazio, cada uma contemplando uma cena diferente. As janelas do mundo da Desespero, no entanto, são nossos espelhos. Sua aparência cinzenta se soma a uma pele fria e pegajosa, mas curiosamente sem odor. Desespero é um dos Perpétuos que menos falam, além de constar como uma das mais pacientes entre os irmãos.

Imagem: Reprodução/Vertigo

Constantine

Imagem: Reprodução/Netflix

JOHANNA CONSTANTINE – Aventureira ocultista do século dezoito, ta-ta-ta-tataravó de John Constantine. Esta personagem de Sandman se tornou tão popular que ela até teve sua própria série spin-off. Eu a criei para preencher no passado o papel que John Constantine desempenha. Quando dissecamos a primeira temporada, dado que sabíamos que encontraríamos Johanna no passado, nos perguntamos o que aconteceria se encontrássemos uma versão dela no presente também. Nós tentamos e o roteiro ficou mais brilhante, mais vigoroso e, de certa forma, ainda mais divertido. Então, tendo escrito ela, nós apenas tivemos que escalá-la. Jenna Coleman nos deu a Johanna dos nossos sonhos – durona, brilhante, complicada, assombrada e provavelmente condenada.

Johanna Constantine aparece pela primeira vez em Homens de Boa Fortuna, quando entra em um estabelecimento para investigar uma lenda “que diz que o demônio e o judeu errante encontram-se numa taverna uma vez a cada século”. O demônio, no entanto, é o Sonho.

Imagem: Reprodução/Vertigo

Ethel Cripps

Imagem: Reprodução/Netflix

ETHEL CRIPPS – O amor de Roderick Burgess, a mãe de John Dee, é um papel pequeno, mas vital nos quadrinhos, e se tornou mais importante à medida que contávamos nossa história. Nas décadas de 1920 e 1930, ela é interpretada por Niamh Walsh: uma jovem traída e determinada, que busca sobreviver. Nos dias atuais, é uma mulher com cem identidades e mil mentiras, ela é interpretada pela brilhante Joely Richardson.

Imagem: Reprodução/Vertigo

John Dee

Imagem: Reprodução/

JOHN DEE – O filho de Ethel é perigoso. Ele perdeu a sanidade há muito tempo. Agora ele está em busca da Verdade que pode destruir o mundo. Precisávamos de um ator que pudesse partir seu coração e manter sua simpatia enquanto o levava aos lugares mais sombrios. Tivemos sorte que David Thewlis ficou com o papel.

Em Sandman, John Dee é um personagem importante por ser o atual “dono” do rubi, conhecido também como Pedra dos Sonhos, objeto que recebeu de sua mãe. E se você achou o personagem familiar, não é coisa da sua cabeça: Dee é conhecido também como Doutor Destino e usava o Rubi para materializar seus sonhos através de uma invenção chamada Materioptikon. Após ser capturado e preso no Asilo Arkham, Dee foi privado de sonhar, o que levou à deteriorização do seu corpo, lhe dando a aparência de uma caveira.

Imagem: Reprodução/Vertigo

Rose Walker

Imagem: Reprodução/Netflix

ROSE WALKER – Uma jovem em uma busca desesperada por seu irmão desaparecido, que encontra uma família que ela não sabia que tinha, além de ter uma conexão com Sonho da qual nenhum deles pode escapar. Precisávamos de alguém jovem que pudesse fazer você se importar conforme ela se aventura em alguns lugares muito perigosos. O Coríntio de Boyd Holbrook está esperando por ela, depois de tudo. Kyo Ra consegue isso como Rose.

Imagem: Reprodução/Vertigo

Lyta Hall

Imagem: Reprodução/Netflix

LYTA HALL – Amiga de Rose, uma jovem viúva enlutada pelo marido Hector. Rose não sabe que Hector começou a aparecer nos sonhos de Lyta, no entanto. Ou que coisas estranhas estão acontecendo. Razane Jammal é Lyta e ela é formidável.

Imagem: Reprodução/Vertigo

Unity Kinakid

Imagem: Reprodução/Netflix

UNITY KINKAID - Herdeira, a misteriosa benfeitora de Rose. Ela passou um século dormindo. Agora ela está acordada, tendo perdido sua vida. Ela é interpretada por Sandra James Young.

Imagem: Reprodução/Vertigo 

Gilbert

Imagem: Reprodução/Netflix

GILBERT – O jovial protetor de Rose Walker. Um especialista com um paradoxo e uma espada-bengala. Stephen Fry é um tesouro nacional e às vezes esquecemos que ele também é um ator notável. Vê-lo fantasiado e maquiado no diário me fez piscar: era como se o gibi tivesse ganhado vida.

Imagem: Reprodução/Vertigo

Matthew, o Corvo

Imagem: Reprodução/Netflix

MATTHEW – Emissário de confiança do Sonho. Um corvo. Eu esperava que nossos animais fossem CGI, então fiquei surpreso e emocionado quando os diários começaram a chegar e lá estava o Sonho falando com... bem, um corvo. Mas os corvos não falam realmente. A questão era: poderíamos encontrar um ator que pudesse fazer você se preocupar com uma pessoa morta que agora era um pássaro no Sonhar – alguém que não tem certeza do que está acontecendo ou se isso é uma boa ideia? E poderíamos encontrar um dublador que também fosse o tipo de fã que costumava ficar na fila para assinar os quadrinhos do Sandman? A resposta foi: poderíamos se perguntássemos a Patton Oswalt. E Patton foi a primeira pessoa que convidamos, a primeira pessoa que escalamos, um dia antes de fazer o pitching de The Sandman para a Netflix.

Imagem: Reprodução/Vertigo

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.