Príncipe Harry e Meghan Markle assinam acordo para criar novas séries na Netflix

Por Beatriz Vaccari | 05 de Setembro de 2020 às 14h00
Wikipedia Commons
Tudo sobre

Netflix

Saiba tudo sobre Netflix

Ver mais

O príncipe britânico Harry e sua esposa Meghan Markle agora são funcionários da Netflix. De acordo com o The New York Times, o casal real assinou um contrato de anos com a gigante do streaming, cuja proposta inclui séries, filmes, documentários e até programas infantis. Eles serão responsáveis por criar atrações ligadas aos seus ideais beneficentes e também terão o papel de representar diversas vozes da comunidade.

O acordo acontece sete meses depois que o duque e a duquesa de Sussex anunciaram que se separariam da família real britânica. Vale lembrar que além dessa parceria com a Netflix, eles também possuem um acordo com o ex-presidente dos Estados Unidos e sua esposa, Barack e Michelle Obama, cuja Higher Ground Productions produziu o documentário American Factory, com o selo de título original da Netflix que levou o Oscar deste ano.

"Quem não estaria interessado?", declarou Ted Sarandos, codiretor executivo e diretor de conteúdo da Netflix, à imprensa britânica quando questionado sobre trabalhar com Meghan e Harry.

"Por meio do nosso trabalho com diversas comunidades e seus ambientes, para iluminar as pessoas e causas em todo o mundo, nosso foco será a criação de conteúdo que informa, mas também dá esperança. Como novos pais, fazer uma programação familiar inspiradora também é importante para nós, pois é uma narrativa poderosa por meio de lentes verídicas e relacionáveis", disse o casal aos jornalistas sobre o novo acordo.

Vale lembrar que o casal já possui projetos em desenvolvimento no serviço de streaming, incluindo uma série de documentários sobre a natureza e uma série animada sobre personalidades femininas inspiradoras.

Meghan Markle foi atriz na série Suits, antes de se casar com o Príncipe Harry. De acordo com o The Hollywood Reporter, a duquesa não possui planos de voltar a atuar, embora o acordo não os impeça de aparecer em frente às câmeras.

Meghan Markle como Rachel Zane no drama norte-americano Suits (Imagem: Divulgação/USA Network)

A realeza na ficção

Após a separação de Meghan Markle e Príncipe Harry da família real, os fãs do drama britânico The Crown ficaram curiosos em saber se o casal seria retratado na série, já que a trama está caminhando para os dias mais atuais. Ao THR, o criador Peter Morgan revelou que o casal não aparecerá nas temporadas finais.

"Eu simplesmente penso que as pessoas se tornam mais interessantes com o tempo. Meghan e Harry, por exemplo, estão no meio de suas jornadas, e eu não sei qual jornada será, ou como vai terminar. Eu desejo felicidade a eles, é claro, mas me sinto mais confortável em escrever sobre coisas que aconteceram ao menos 20 anos atrás", declarou, justificando que não deseja que The Crown se torne uma "narrativa jornalística", o que ele julga que vai acontecer caso tenha que escrever sobre fatos mais recentes.

No entanto, ele também declarou que a situação de Meghan não foi a única na família real britânica. "Tivemos tantos exemplos de complicações maritais, seja Wallis Simpsons e Edward 6º, ou Diana e príncipe Charles. Tivemos muitas mulheres que se casaram com membros da família real, mas não se sentiram bem-vindas nesta instituição. Podemos facilmente contar a história de Harry e Meghan sem contar a história de Harry e Meghan."

The Crown está disponível na Netflix e é uma das produções originais da plataforma com indicações ao Emmy 2020.

Fonte: THR, The New York Times

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.