Para resolver problemas, app da HBO Max estaria sendo refeito do zero

Para resolver problemas, app da HBO Max estaria sendo refeito do zero

Por Felipe Demartini | Editado por Jones Oliveira | 16 de Agosto de 2021 às 18h33
Matheus Bigogno/Canaltech

Desde o lançamento, usuários de todo o mundo apontam os diferentes problemas no aplicativo da HBO Max. Os brasileiros, que costumam consumir os conteúdos com legenda, estão entre os mais atingidos, já que esse recurso é um dos mais problemáticos, juntamente com travamentos, dificuldades em retroceder um episódio em exibição ou falhas no salvamento do local onde o espectador parou. De acordo com a Warner, responsável pelo serviço de streaming, tudo isso será resolvido com o lançamento de uma nova versão que está sendo feita completamente do zero.

Foram diversas as questões envolvidas na liberação problemática do aplicativo da HBO Max. As principais seriam o reaproveitamento de soluções anteriores, como os apps do HBO Go e do HBO Now, assim como a introdução em cima da hora de uma nova opção de assinatura, com valor mais baixo e exibição de anúncios para os usuários dos Estados Unidos. A ideia surgiu no fim do processo de desenvolvimento e trouxe complexidade adicional a um trabalho que já estava complicado.

As revelações foram feitas por um executivo não-identificado da Warner em entrevista ao Vulture. Segundo ele, as peculiaridades regionais envolvidas na entrega de conteúdos localizados também trouxeram dificuldades; a expansão para 39 países após a chegada da HBO Max aos Estados Unidos também teria sido feita de forma acelerada, principalmente no que toca a disponibilidade de servidores e a sincronização de fluxos de imagem, dublagem e legenda. Os usuários conhecem bem o resultado de tudo isso.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Os relatos também dão a entender que a Warner já sabia dos problemas antes mesmo da expansão territorial da HBO Max. Os trabalhos em um aplicativo feito do zero estariam em andamento desde o início do ano pelas mãos da You.i TV, empresa adquirida pela WarnerMedia no final de 2020 e especializada em soluções desse tipo. A ideia, afirma a fonte, seria criar uma solução visualmente semelhante à atual, mas sem todos os problemas que estão presentes agora.

Data (quase) marcada

As falhas mais graves também devem receber correções nas próximas semanas e meses, ainda no software atual, que ganhará novos recursos. A prioridade, entretanto, são as falhas, principalmente no que diz respeito à localização de conteúdo, já que o objetivo de todo esse trabalho é garantir a entrada de novos assinantes e, claro, manter os atuais, garantindo que eles não cancelem o serviço por conta dos problemas.

Os trabalhos de reformulação, entretanto, estão em andamento. De acordo com o executivo, a expectativa é substituir os aplicativos da HBO Max em todas as plataformas em até cinco meses. Os usuários de dispositivos Roku e consoles da linha PlayStation serão os primeiros da fila, enquanto quem tem Apple TV deverá esperar até o fim do ano. Por fim, no começo de 2022, chegam as novas versões web e mobile, que, teoricamente, também são as que estão funcionando melhor na atualidade.

No Brasil, a assinatura da HBO Max custa R$ 19,90 na versão mobile, com qualidade padrão e acesso em um único aparelho; ou R$ 27,90 no pacote multitelas, que chega a 4K e permite o uso em três dispositivos ao mesmo tempo. Todos os novos usuários têm sete dias gratuito para testes, enquanto assinaturas trimestrais ou anuais garantem preços menores, com até 33% de desconto.

Fonte: Vulture

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.