Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

O que é filme de Kaiju?

Por| Editado por Durval Ramos | 26 de Março de 2024 às 16h47

Link copiado!

Reprodução/Warner Bros, Toho Company
Reprodução/Warner Bros, Toho Company

Sempre quando se fala sobre filmes, séries ou mesmo games com monstros gigantes, a palavra Kaiju vem atrelada a essas obras. Só que muita gente nem sabe direito o que o termo significa e de onde ele surgiu, embora o tempo tenha se tornado cada vez mais comum, principalmente após Hollywood redescobrir o gênero. 

Durante muito tempo, o uso de Kaiju ficou muito preso às produções orientais, ainda que a ideia por trás dela esteja presente em obras de todo mundo há mais de 100 anos.

O que significa Kaiju?

Continua após a publicidade

Kaiju é uma palavra japonesa proveniente de lendas do Japão, e era usada para descrever monstros e criaturas fantásticas. Na tradução literal, Kaiju significa "Besta estranha", e acabou servindo como título para um subgênero da ficção científica, criado pelos diretores Eiji Tsuburaya e Ishiro Honda, mentes por trás de Godzilla, filme de 1954 que foi dirigido por Honda.

O termo normalmente é utilizado para chamar esse tipo de monstros gigantes, que surgem para ameaçar a humanidade, nivelando cidades e deixando um rastro de destruição e caos. Entre as produções para o cinema, Godzilla é considerado o primeiro filme de kaijus da história e também o símbolo máximo do estilo.

Apesar de o longa ter surgido como uma metáfora às armas nucleares, um tópico bastante sensível para o Japão pós-Segunda Guerra Mundial, a história acabou ficando conhecida como o início de uma franquia pautada pelo espetáculo. A mensagem original foi deixada de lado para dar lugar à pancadaria generalizada entre monstros gigantes em boa parte da série, apesar de alguns capítulos recentes, como Shin Godzilla e Godzilla Minus One, tentarem resgatar esse lado mais críticos da franquia.

Com o sucesso do filme, uma versão reeditada foi lançada nos Estados Unidos em 1956. Nomeado Godzilla: Rei dos Monstros, o filme incluiu o ator Raymond Burr como um repórter que está cobrindo a destruição de Tóquio, com cenas introduzidas na narrativa do original japonês.

Monstros gigantes no cinema

Continua após a publicidade

Histórias sobre monstros gigantes podem ser encontradas aos montes na cultura pop. Apesar de o termo kaiju ser muito mais antigo, e ser utilizado dentro do contexto do cinema apenas em 1954, é possível encontrar vários exemplos que antecedem sua estreia, como o filme de 1925 Mundo Perdido, sobre a existência de dinossauros gigantes na selva amazônica.

Algo interessante desse filme é que ele foi escrito por Sir Arthur Conan Doyle, criador de Sherlock Holmes e que faz uma ponta na produção. Outra curiosidade é que os efeitos especiais, feitos em stop-motion, foram feitos por Willis O'Brien, o responsável pelos efeitos de King Kong, lançado em 1933.

King Kong é considerado por muitos como a primeira grande produção com monstros gigantes como os conhecemos hoje, inclusive sendo uma das inspirações que levaram à criação de Godzilla. O filme sobre o Rei dos Macacos, apresenta uma viagem para uma ilha misteriosa, cheia de criaturas imensas, que são facilmente dominadas por Kong.

Continua após a publicidade

Sua introdução à humanidade, que o leva até a cidade grande como uma atração a ser temida e admirada, causa um choque tamanho no monstro que o torna violento e completamente sem controle.

Ao longo dos anos, diversas produções, tanto do ocidente quanto japonesas, trouxeram monstros gigantes causando caos por onde passam como inimigos ou grandes salvadores da humanidade. Godzilla se tornou uma franquia, inclusive tendo crossovers com King Kong, em 1962, e mais recentemente, dentro do Monsterverse, com uma franquia de filmes produzidos em Hollywood com os personagens.

Os kaijus também deram as caras em Círculo de Fogo, filme escrito e dirigido pelo ganhador do Oscar Guillermo Del Toro (A Forma da Água), que mostra a ameaça de seres gigantescos que ameaçam todo o mundo, e são combatidos com o uso de robôs gigantes em lutas eletrizantes.

Continua após a publicidade

Kaijus na telinha da TV

O Japão também soube aproveitar a ideia dos monstros gigantes em suas séries televisivas, chamadas tokusatus, envolvendo equipes de super-heróis que eventualmente batalham contra esses monstros usando robôs gigantes. É impossível ignorar séries como Ultraman (criada por Eiji Tsuburaya), Jaspion, Changeman e Flashman.

A ideia de monstros gigantes também foi explorada no Ocidente com séries para TV como Power Rangers, que adapta várias dessas produções japonesas, reutilizando suas cenas de ação e, claro, as lutas com monstros gigantes em cidades de isopor. Hoje em dia, Power Rangers é uma das franquias infantis mais longevas da TV americana, rendendo spin-offs, jogos, filmes e quadrinhos inspirados em suas histórias.

Continua após a publicidade

Além dessas produções, kaijus estão bastante presentes em games, como Rampage e Shadow of the Colossus.

Usados como parte do espetáculo ou tentando passar uma mensagem mais profunda, como pode ser visto no próprio Godzilla, uma metáfora aos perigos da bomba atômica, ou até mesmo em produções ocidentais como Colossal, que trata sobre temas como abuso e depressão, kaijus fazem parte do imaginário mundial, sendo parte importante da cultura pop.